Em mercados / acoes-e-indices

Radar: comece o pregão sabendo as novidades do cenário corporativo

Enquanto o plano do governo dos EUA ocupa o foco por lá, aqui a atenção fica dividida entre small caps e Petrobras

SÃO PAULO - Ainda em meio às incertezas acerca do plano de ajuda do governo norte-americano e sem indicadores econômicos de referência por lá, o mercado sinaliza novamente uma abertura complicada. Por aqui, os maiores destaques ficam com a esfera corporativa, que traz notícias principalmente das small caps.

Porém, do lado dos papéis de maior liquidez, duas empresas ficam em foco. Primeiro, a Petrobras (PETR3, PETR4), devido especialmente a dois fatos: a polêmica acerca da liberação de investimentos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) nos papéis da estatal e a possível reversão do movimento do barril de petróleo em Nova York, que após a forte alta da última sessão sinaliza queda de quase 2%.

No campo das large caps, também chama a atenção as notícias referentes à Embraer (EMBR3), após a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) oficializar termos de compromisso entre a companhia e o banco Santander para finalzar os PAS (Processos Administrativos Sancionadores) envolvendo ambas as partes. As resoluções culminaram com o pagamento de uma multa de R$ 100 mil da Embraer à autarquia.

Small caps
Dentre as empresas cujos papéis apresentam liquidez mais baixa, a Anhanguera Educacional (AEDU11) se destaca novamente devido a mais uma aquisição, dessa vez da totalidade do capital social da Pioneira Educacional e de diversos estabelecimentos de ensino em Taboão da Serra, no estado de São Paulo.

De acordo com a empresa, o valor total do negócio foi de R$ 71,750 milhões, sendo R$ 44,335 milhões pagos a vista, R$ 25 milhões divididos em cinco parcelas anuais iguais e o restante em passivos assumidos.

Já a Brasil Ecodiesel (ECOD3) marca presença no noticiário corporativo após informar ter sido surpreendida com o cancelamento da adjudicação e homologação dos resultados dos leilões 47 e 48 da ANP (Agência Nacional do Petróleo), fato que afeta os volumes vendidos pelas unidades de produção de biodiesel de Iraquara (BA), Rosário do Sul (RS) e Itaquí (MA), em um total de 63.600 metros cúbicos, com entrega prevista entre outubro e dezembro de 2008.

Cabe lembrar também que esta sessão marca o último dia de negociações das ações da Datasul (DSUL3) na Bovespa. Conforme acordo de fusão com a Totvs, a partir do próximo pregão, cada açao da Datasul será substituída por 0,15499893 ações da Totvs.

São Martinho e Cosan
Os investidores também devem ficar atentos à São Martinho (SMTO3), que anunciou dois novos fatos, sendo o primeiro, um programa de recompra de até 200 mil das suas ações, para permanência em tesouraria e posterior alienação ou cancelamento. E o segundo, um consórcio com os grupos São João e Santa Cruz, denominado Allicom.

Por fim, a Cosan (CSAN3) divulgou que pretende utilizar suas próprias ações para comprar concorrentes, dada a situação delicada dos mesmos no setor sucroalcooleiro.

 

Contato