Ações de tecnologia derrubam bolsas nos EUA

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

Tecnologia é o setor que está derrubando os principais índices das bolsas norte-americanas nesta quinta-feira. Mais duas empresas anunciaram redução da expectativa de lucros e de receitas até o final do ano. Desta vez, o fabricante de PCs Gateway e o fabricante de semicondutores Altera rebaixaram suas projeções de receitas e lucro. Como se isso não bastasse para derrubar suas ações, a Gateway anunciou que a redução de suas vendas deve se entender até o ano que vem. No próximo ano, a empresa espera receitas de US$ 2,2 bilhões, menores que as projetadas anteriormente. No mesmo sentido, a Altera chama atenção para o problema de estocagem de semicondutores em seus distribuidores o que derruba as ações de fabricantes de chips.

O índice Dow Jones, que concentra as “blue chips” norte-americanas, opera em queda de
1,99% a 10.417,9 pontos. A maioria das empresas está operando em baixa, entre elas destaque para Intel (-11,40%), HP (-10,67%), Microsoft (-9,46%), IBM (-6,32%), International Paper (-6,36%) e JP Morgan (-4,05%). Por outro lado, entre as poucas ações em alta, destaque para AT&T (+2,96%), Jonhson&Jonhson (-2,62%), Philip Morris (+2,44%) e United Technologies (+1,80%).

O índice Nasdaq Composite, que concentra as ações de tecnologia, opera em forte queda de
5,92% a 2.546,69 pontos. Os destaques de queda são Dell (-10,03%), Yahoo (-9,28%), WorldCom (-8,11%), Sun (-8,07%) e Cisco (-5,44%). As empresas do setor de semicondutores operam em queda generalizada, entre elas a PMC Sierra (-15,47%), Xilinx (-10,03%) e Applied Materials (-8,30%). O único destaque de alta, na contramão do mercado, é a Oracle (+4,11%).

O índice S&P 500 apresentava queda de 2,60%, a 1.307,08 pontos. Tecnologia é também o principal destaque de baixa. Dentre os papéis mais negociados, as maiores quedas ficam com Compaq (-17,62%), PeopleSoft (-15,81%), Siebel (-13,94%), AOL (-9,11%), Lucent (-5,14%) e Broadcom (-4,87%). Os destaques de alta são a seguradora AIG (+1,24%) e as farmacêuticas Eli Lilly (+2,31%) e Pzifer (+0,55%).

Compartilhe