AO VIVO VP da Raia Drogasil conversa ao vivo com gestor; veja stock picking acontecendo na prática

VP da Raia Drogasil conversa ao vivo com gestor; veja stock picking acontecendo na prática

Destaques da bolsa

Ações de Azul e Gol saltam quase 30% com otimismo sobre reabertura; CSN dispara 17% e bancos avançam até 5%

Confira os destaques do noticiário corporativo na sessão desta segunda-feira (8)

arrow_forwardMais sobre
Azul

SÃO PAULO – Por mais uma sessão, as ações que mais sofreram com a pandemia de coronavírus foram justamente as que mais subiram. Azul (AZUL4, R$ 27,35, +29,25%) e Gol (GOLL4, R$ 23,99, +28,29%) viram seus papéis saltarem mais de 20%, com a Azul registrando ganhos de até 29,91% e a Gol subindo quase 29%, enquanto Embraer (EMBR3, R$ 10,70, +18,36%) superou os 18%, em meio ao maior otimismo sobre a reabertura econômica global.

No radar das aéreas, depois de ter firmado um acordo com a Gol que garante a estabilidade dos empregos de pilotos e comissários por 18 meses, mediante redução de jornada e salários, o Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) avança nas tratativas com a Azul. A estimativa, segundo o presidente do SNA, comandante Ondino Dutra, é concluir os trâmites até o dia 15 deste mês. Veja mais clicando aqui.

Ainda em destaque, fora do índice, as ações da Smiles (SMLS3, R$ 19,34, +9,64%) subiram forte em meio ao ambiente mais positivo para as aéreas e também com a dupla elevação de recomendação pelo Morgan Stanley.

PUBLICIDADE

As empresas de e-commerce também tiveram fortes ganhos, caso de Magazine Luiza (MGLU3, R$ 62,38, +4,93%) e B2W (BTOW3, R$ 93,00, +7,73%), que avançaram até 8%.

As ações de Petrobras (PETR3, R$ 23,35, +2,19%; PETR4, R$ 22,53, +1,95%) tiveram ganhos apesar da queda do petróleo, enquanto a Vale (VALE3, R$ 54,78, +0,31%), após abrir com ganhos seguindo o minério, zerou a alta.

A notícia em destaque no radar corporativo no início de semana é a suspensão das operações do complexo de mineração de Itabira (MG) da Vale, atendendo a determinação da Justiça do Trabalho. O local tem uma produção mensal de 2,7 milhões de toneladas de minério de ferro. Com isso, o minério de ferro ultrapassa US$ 100 a tonelada, o que acaba compensando a notícia negativa para a companhia.

Além disso, a Vale informou que, apesar da suspensão, não é necessária revisar a projeção de produção de minério para o ano. Isso porque a empresa já tinha feito uma provisão relacionada à pandemia do coronavírus de 15 milhões de toneladas. Ainda assim, pode ocorrer um “desabastecimento temporário de pelotas para o mercado interno”, o que atingiria as siderúrgica do complexo de Tubarão, na região Metropolitana da Grande Vitória (ES).

Enquanto isso, a Petrobras anunciou que as exportações de óleo combustível subiram 231% em maio na última sexta-feira. Além disso, no radar da estatal, houve no último sábado (06), a reunião da OPEP+ (grupo que agrega os maiores produtores de petróleo do mundo e aliados como a Rússia), que conseguiu chegar a um acordo para estender o atual nível de cortes de produção de petróleo de 9,7 milhões de barris ao dia (mbpd) – ou cerca de 10% da produção global da commodity – até o final de julho. A decisão do último sábado também abrangeu a imposição de cortes adicionais de produção para países como Iraque e Nigéria como compensação pelo não cumprimento de suas metas de cortes de produção nos últimos meses.

Os preços de petróleo operavam em alta nesta manhã como reflexo das notícias tendo em vista a manutenção de cortes de produção para auxiliar o reequilíbrio entre oferta e demanda, mas viraram para queda, fechando em baixa de 3,1% o brent (US$ 41 o barril) e 3,44% o crude (US$ 38,19 o barril). A queda foi ocasionada pela sinalização da Arábia Saudita de que uma extensão dos cortes de produção dos países da OPEP + não incluiria reduções voluntárias adicionais pelo trio de produtores do Golfo (incluindo Kuwait e Emirados Árabes Unidos).

PUBLICIDADE

Bancos também registraram ganho em uma sessão de ânimo para o índice, com Banco do Brasil (BBAS3, R$ 36,39, +3,38%), Santander Brasil (SANB11, R$ 32,42, +4,14%) Itaú (ITUB4, R$ 28,36, +4,04%) e Bradesco (BBDC3, R$ 21,43, +4,79%; BBDC4, R$ 23,47, +5,25%) saltando até 5%.

Siderúrgicas também tiveram forte alta, com destaque para a CSN (CSNA3, R$ 12,45, +17,12%), com ganhos de mais de 17% em meio ao cenário de recuperação da atividade na China. Além disso, atenção para os dados da Secex com os números de exportação de maio. Conforme aponta o Itaú BBA, por porto, o Itaguaí (usado pela CSN) foi o destaque do mês, com exportações crescendo 11% na base mensal (mas com queda de 3% na base anual).

“Isso é uma surpresa positiva, considerando os atrasos da CSN no licenciamento de novas frentes de mineração. Por outro lado, os dados sugerem números fracos para a Vale, com as exportações de Vitória (usadas no sistema sul) caindo 3% na base mensal e 13% na base anual, e de São Luis (usado na produção de Carajás) caíram 19% na base mensal e 40% na base anual”, avaliam.

A Centauro (CNTO3, R$ 35,02, -0,79%), por sua vez viu suas ações caírem após a forte alta da sexta. Esta sessão marca a estreia das novas ações da empresa, após oferta primária realizada na semana passada. Confira os destaques:

Vale (VALE3, R$ 54,78, +0,31%)

A Justiça do Trabalho determinou a suspensão das operações do complexo de mineração de Itabira (MG) da Vale, que tem uma produção mensal de 2,7 milhões de toneladas de minério de ferro.

A medida contribui para a elevação do preço do minério de ferro no exterior e deve contribuir para o desempenho das ações da mineradora.

A Vale informou que, apesar da suspensão, não é necessária revisar a projeção de produção de minério para o ano. Isso porque a empresa já tinha feito uma provisão relacionada à pandemia do coronavírus de 15 milhões de toneladas.

Ainda assim, pode ocorrer um “desabastecimento temporário de pelotas para o mercado interno”, o que atingiria as siderúrgicas do complexo de Tubarão.

PUBLICIDADE

Para os analistas do Morgan Stanley, a Vale tem condições de retomar a operação do complexo ainda no curto prazo, precisando apenas adotar as medidas sanitárias definidas pelas autoridades trabalhistas, que tem o avanço da Covid.

“Além disso, o fato de a taxa de mortalidade em Itabira ser muito baixa (apenas uma vítima relatada até o momento), acreditamos que a posição da Vale no caso permanece sólida”, explicaram em relatório. Veja mais clicando aqui.

Já o Credit Suisse acredita que o avanço do preço do minério de ferro pode compensar a suspensão da produção em Itabira.

Nas contas dos analistas, cada dólar a mais no preço da tonelada tem um potencial de incrementar o Ebitda em US$ 300 milhões no (tendo como base a projeção de embarques de minério de ferro da Vale). Já as perdas pelo fechamento do complexo de Itabira devem chegar a no máximo US$ 160 milhões.

“No final das contas, o impacto deve ser positivo no balanço da Vale. Acreditamos ainda que o complexo não deve ficar fechado até o final do ano”, avaliaram.

Ainda em destaque, a Polaris Shipping, proprietária do navio Stellar Banner, que encalhou na costa do Maranhão há três meses durante transporte de minério de ferro da Vale para a China, decidiu afundar a unidade após relatórios de inspeções estruturais realizadas por representantes da sociedade classificadora do navio.

Segundo a Marinha, o afundamento deverá ser feito em águas profundas, a 150 quilômetros da costa maranhense e o navio já está sendo preparado para evitar danos ao meio ambiente. Estão sendo retirados resíduos oleosos, bem como objetos flutuantes ou de contaminantes a bordo. Veja mais aqui.

Petrobras (PETR3, R$ 23,35, +2,19%; PETR4, R$ 22,53, +1,95%)

A Petrobras bateu novo recorde na exportação de óleos combustível. A empresa exportou 1,11 milhão de toneladas de óleo combustível em maio, superando em 10% o recorde anterior, atingido em fevereiro deste ano. A informação foi divulgada em nota na sexta-feira (5).

PUBLICIDADE

Segundo a companhia, a quantidade exportada de óleo combustível foi 231% superior ao volume exportado em maio do ano passado.

“É importante destacar que, em 01/01/2020, entrou em vigor a nova especificação mundial dos combustíveis marítimos (IMO 2020), que reduziu de 3,5% para 0,5% o limite de teor de enxofre no óleo combustível, o que tem gerado uma oportunidade única para a Petrobras, que produz petróleo e óleo combustível com baixo teor de enxofre”, explicou a estatal.

De acordo com a companhia, o recorde das exportações ocorre em um período desafiador da economia mundial com redução da demanda global por petróleo e derivados ocasionada pela pandemia da covid-19.

A estratégia de diversificação dos destinos das exportações de óleo combustível, segundo a Petrobras, tem se mostrado eficaz na captura de maior participação no mercado externo.

“O recorde alcançado reflete o resultado das ações tomadas durante a crise para retornar a produção da área de Exploração e Produção e readequar as cargas de refino focando nos produtos que maximizam a margem da companhia sem pressionar os estoques”, concluiu a nota.

Ainda em destaque, está o resultado da reunião da Opep+ no último fim de semana. Os analistas do Credit Suisse destacaram o cronograma dos cortes. Além da extensão da suspensão da produção de 9,6 milhões de barris ao dia até julho, o corte cairá para 7,7 milhões até o final do ano e, depois, 5,7 milhões de barris na produção diária até abril de 2022.

Nesse acordo, Iraque, Nigéria, Angola e Cazaquistão garantiram que compensariam um eventual excesso de produção em maio e junho com restrições acionais em julho e setembro.

Reforçaram, ainda, que “o comitê de monitoramento vai se reunir em 18 de junho e poderá recomendar a extensão da cota de corte de produção até agosto”.

JBS (JBSS3, R$ 21,89, +4,49%)

O juiz do trabalho Marcelo Silva Porto, da 6ª Vara de Caxias do Sul, determinou na sexta à noite a interdição do frigorífico da JBS no município de Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul.

O abatedouro de suínos ficará interditado por 14 dias.

SulAmérica (SULA11, R$ 46,30, +0,43%)

A SulAmérica divulgou acordo para a compra da operadora de planos de saúde Paraná Clínicas. O acordo foi fechado com a Rede D’Or no valor de R$ 385 milhões.

Com a aquisição, a SulAmérica passa a ter um negócio com rede própria, uma vez que a operadora de planos de saúde comprada é dona de centros clínicos e um hospital dia, além de uma carteira com 90 mil usuários e uma receita de cerca de R$ 200 milhões, segundo informou o jornal “Valor Econômico”.

Na avaliação dos analistas do Bradesco BBI, a aquisição é importante porque a aquisição permite à SulAmérica ampliar sua atuação em um segmento de menor ticket médio, o mesmo da Hapvida e Grupo NotreDame Intermética.

“O acordo está dando um passo em direção à criação de um ambiente perfeito para a SulAmérica testar seu sistema de verticalização virtual, que é principalmente com base na estrutura “Cuidado Coordenado”, centrada na atenção primária, reduzindo o uso excessivo do plano e mantendo as reivindicações contidas”, avaliaram os analistas.

Burger King (BKBR3, R$ 13,73, +2,46%)

A BK Brasil, que opera os restaurantes da rede Burger King no Brasil, anunciou a contratação de um empréstimo de R$ 150 milhões com o Bradesco.

O prazo da operação, que ocorreu por meio da emissão de uma cédula de crédito bancário, será de três anos, com o principal sendo pago semestralmente após um período de 18 meses.

A taxa de juros da operação é de CDI mais 3,75% ao ano.

CPFL (CPFE3, R$ 33,21, +2,50%) e CPFL Renováveis (CPRE3, R$ 17,89, +2,82%)

A CPFL Energia informou que pagará R$ 18,24 por ação na oferta pública de aquisição (OPA) da CPFL Renováveis. O valor está acima dos R$ 16,85 esperados.

O valor será pago na liquidação da oferta e a OPA está prevista para ocorrer na próxima quarta-feira. Com isso, a CPFL Renováveis irá sair do Novo Mercado da B3.

Saneamento

O avanço da covid-19 no Brasil criou um ambiente favorável para a votação pelo Senado do projeto que cria o novo marco de saneamento do Brasil, que abre espaço para a iniciativa privada atuar com mais força na exploração do setor e institui o regime de licitações aos municípios para a escolha das empresas que prestarão serviços de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto.

A expectativa é de que o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), feche um acordo para votação a partir da segunda quinzena de junho, ainda com o funcionamento do plenário virtual que foi instalada durante a pandemia.

A avaliação é que o projeto está maduro e que é o momento para a sua aprovação, principalmente depois que a covid-19 mostrou a dificuldade da população de baixa renda de enfrentar a doença sem condições básicas de acesso à água potável e saneamento. No Brasil, 100 milhões não têm coleta de esgoto e 35 milhões não têm acesso à rede água.

Iguatemi (IGTA3, R$ 37,00, -1,04%)

Os shoppings Iguatemi Campinas e Galleria serão reabertos a partir desta segunda-feira, 8, com horário reduzido. A Iguatemi informa que a decisão atende decretos municipal e estadual. O horário é das 16h às 20h de segunda a Domingo. “Esta retomada será conduzida com o máximo de cuidado e responsabilidade, visando o bem-estar de todos”, diz a empresa em comunicado.

Para tanto, a companhia adotou medidas de proteção e segurança, como o reforço das rotinas de limpeza, álcool em gel à disposição dos consumidores, áreas de alimentação “intensamente higienizadas” e com distanciamento mínimo de 2 metros entre as mesas.

Com estes, são onze unidades em operação, com as demais autorizadas a funcionar apenas as atividades essenciais e operações de delivery. Além disso, a administradora oferece drive-thru em grande parte de seus empreendimentos e a compra online, pelo Iguatemi 365 no Estado de São Paulo.

Grendene (GRND3, R$ 8,33, +1,83%)

A Grendene anunciou nesta segunda-feira que as operações em sua fábrica de Sobral (CE) permanecem suspensas até 14 de junho, atendendo ao decreto da prefeitura.

A continuidade da suspensão faz parte das medidas para conter o avanço do novo coronavírus. Na retomada, a partir do dia 15 de junho, está prevista a redução da jornada e salário em 70%.

CCR (CCRO3, R$ 14,94, +2,33%)

A concessionária de rodovias CCR divulgou o resultado parcial de suas operações entre os dias 29 de maio e 4 de junho e no acumulado do ano. o tráfego de veículos ainda mostra recuo, sendo mais intenso no segmento de automóveis de passeio.

No período, a queda foi de 9,5% entre os dias 29 de maio e 4 de junho em relação a igual período de 2019. Essa queda foi de 31,1% no segmento de veículos de passeio enquanto o segmento dos comerciais registrou uma elevação de 8,6% entre os comerciais. Já no acumulado do ano, a queda é de 6,3% no agregado.

Por concessão, o maior recuo entre os dias 29 de maio e 4 de junho foi registrado na Via Oeste, com queda de 20,6%. No ano, o recuo é de 13,9%.

Na Nova Dutra, a queda é de 20,4% na semana avaliada e de 13,2% em 2020.

Para os analistas do Bradesco BBI, os números do tráfego nas rodovias da CCR já refletem as medidas de relaxamento do isolamento social. “Esperamos que a tendência positiva seja mantida nas próximas semanas”, afirmaram, em relatório.

BR Distribuidora (BRDT3, R$ 24,00, +4,71%)

A BR Distribuidora anunciou nesta segunda-feira que vendeu a totalidade de sua participação na CDGN Logística. o MDC I Fundo de Investimentos pagou R$ 25,793 milhões pela participação.

Desse total, R$ 3,869 milhões foram pagos à vista o restante dividido em seis parcelas iguais, com a primeira vencendo em 5 de agosto e correção monetária.

A CDGN Logística atua no mercado de gás natural comprimido (GNC) e atende clientes dos segmentos industrial e de distribuição de gás em todo o território nacional.

Smiles (SMLS3, R$ 19,34, +9,64%)

O Morgan Stanley elevou as ações da Smiles para “overweight”, ou seja, os papéis da empresa de benefícios devem ter um desempenho superior à referência de mercado. O preço-alvo foi fixado em R$ 23,70, o que significaria uma valorização de 40%.

A recomendação da Smiles era de “underweight”. Segundo os analistas da Morgan, a elevação considera a parceria da empresa com a companhia área Gol, que havia feito a proposta de incorporar o programa de fidelidade, mas desistiu em março devido ao início da pandemia do novo coronavírus.

“A Smiles continua a apresentar um risco de governança e outros riscos relacionados ao parceiro aéreo, mas achamos que este preço é razoável e que existe um sólido argumento para as ações hoje baseado em ‘valuation'”. disseram.

Livraria Saraiva (SLED3, R$ 2,60, +95,49%; SLED4, R$ 1,12, +40,00%)

A Saraiva informou que quatro membros de seu conselho de administração renunciaram ao cargo: Antônio Sergio Salvador dos Santos, Maria Cecília Saraiva Mendes Gonçalves, Augusto Marques da Cruz Filho (Vice-Presidente) e Jorge Saraiva Neto (Presidente).

Com a saída deles, que representam mais da metade da mesa do conselho de administração da companhia composta por cinco pessoas, se faz necessária a convocação de uma assembleia geral extraordinária para o estabelecimento das novas diretrizes.

A nova assembleia definirá o número de membros do conselho de administração e elegerá os novos membros do conselho, ocasião em que também serão escolhidos os novos presidente e vice-presidente da mesa diretora.

(Com Agência Brasil e Agência Estado)

Errata: ao contrário do informado anteriormente, o complexo de Tubarão é na região Metropolitana da Grande Vitória (ES).

O Segredo das Tesourarias: aprenda como lucrar da mesma forma que os bancos em um curso gratuito do analista e matemático Su Chong Wei