Primeiro pregão na Bolsa

Ação da Track & Field (TFCO4) fecha estável em seu pregão de estreia na B3

A oferta inicial de ações (IPO) da Track & Field saiu a R$ 9,25 por ação

arrow_forwardMais sobre
Fachada da loja Track & Field no Cascavel JL Shopping (Foto: Divulgação/Cascavel JL Shopping)
Aprenda a investir na bolsa

A ação da Track & Field (TFCO4) fechou o seu pregão de estreia na B3 nesta segunda-feira (26) estável, após oscilar praticamente toda a sessão entre leves perdas e ganhos. A ação fechou a R$ 9,25 por ação, mesma cotação em que ela foi precificada na oferta inicial de ações (IPO), após oscilar entre queda de 1,08% (R$ 9,15) e alta de 1,51% (R$ 9,39) entre as mínimas e máximas do dia.

O IPO da Track & Field saiu a R$ 9,25, abaixo da faixa estimada pelos coordenadores da oferta, de R$ 10,65 a R$ 14,95 cada, segundo dados publicados na quinta-feira na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A Track & Field foi fundada em 1988 por Frederico Wagner, Ricardo Rosset e Alberto Azevedo, sendo pensada como uma marca de moda esportiva. A princípio com foco em vestuário para ginástica, posteriormente também foram adicionados elementos voltados ao surfwear.

Aprenda a investir na bolsa

Em 1990, a companhia já abriu a sua primeira loja em um shopping, no Shopping Jardim Sul, em São Paulo. Algum tempo depois, a marca inaugurou uma loja no Shopping Iguatemi com grande sucesso. A T&F passou a expandir mais o seu negócio a partiu dos anos 2000, abrindo o comércio eletrônico em 2009, que é integrado com a rede de lojas. Já em 2011 passou a adotar o modelo de franquias. A T&F possui 234 lojas atualmente em todas as regiões do Brasil, sendo 37 próprias e 197 franqueadas.

A companhia teve lucro líquido de R$ 51,9 milhões em 2019, enquanto a receita líquida foi de R$ 276,02 milhões no mesmo ano.

Em seu IPO,a operação da rede de lojas de artigos esportivos e moda praia movimentou R$ 523 milhões, somando os R$ 340,6 milhões correspondentes a ações detidas por sócios e R$ 182,4 milhões referentes a ações novas, cujos recursos vão para o caixa da empresa.

A operação envolveu a venda de ações preferenciais, em vez de ordinárias. No prospecto, a empresa afirmou que seu estatuto prevê que todas suas ações têm direito a voto, com as PNs detendo direito econômico 10 vezes maior que o das ações ON.

Série gratuita do InfoMoney explica a hora certa de entrar e sair de ativos na Bolsa: clique aqui e aprenda como vencer os tubarões do mercado com consistência e segurança