Ação da Track & Field (TFCO4) fecha estável em seu pregão de estreia na B3

A oferta inicial de ações (IPO) da Track & Field saiu a R$ 9,25 por ação

Equipe InfoMoney

Fachada da loja Track & Field no Cascavel JL Shopping (Foto: Divulgação/Cascavel JL Shopping)

Publicidade

A ação da Track & Field (TFCO4) fechou o seu pregão de estreia na B3 nesta segunda-feira (26) estável, após oscilar praticamente toda a sessão entre leves perdas e ganhos. A ação fechou a R$ 9,25 por ação, mesma cotação em que ela foi precificada na oferta inicial de ações (IPO), após oscilar entre queda de 1,08% (R$ 9,15) e alta de 1,51% (R$ 9,39) entre as mínimas e máximas do dia.

O IPO da Track & Field saiu a R$ 9,25, abaixo da faixa estimada pelos coordenadores da oferta, de R$ 10,65 a R$ 14,95 cada, segundo dados publicados na quinta-feira na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A Track & Field foi fundada em 1988 por Frederico Wagner, Ricardo Rosset e Alberto Azevedo, sendo pensada como uma marca de moda esportiva. A princípio com foco em vestuário para ginástica, posteriormente também foram adicionados elementos voltados ao surfwear.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Em 1990, a companhia já abriu a sua primeira loja em um shopping, no Shopping Jardim Sul, em São Paulo. Algum tempo depois, a marca inaugurou uma loja no Shopping Iguatemi com grande sucesso. A T&F passou a expandir mais o seu negócio a partiu dos anos 2000, abrindo o comércio eletrônico em 2009, que é integrado com a rede de lojas. Já em 2011 passou a adotar o modelo de franquias. A T&F possui 234 lojas atualmente em todas as regiões do Brasil, sendo 37 próprias e 197 franqueadas.

A companhia teve lucro líquido de R$ 51,9 milhões em 2019, enquanto a receita líquida foi de R$ 276,02 milhões no mesmo ano.

Em seu IPO,a operação da rede de lojas de artigos esportivos e moda praia movimentou R$ 523 milhões, somando os R$ 340,6 milhões correspondentes a ações detidas por sócios e R$ 182,4 milhões referentes a ações novas, cujos recursos vão para o caixa da empresa.

Continua depois da publicidade

A operação envolveu a venda de ações preferenciais, em vez de ordinárias. No prospecto, a empresa afirmou que seu estatuto prevê que todas suas ações têm direito a voto, com as PNs detendo direito econômico 10 vezes maior que o das ações ON.

Série gratuita do InfoMoney explica a hora certa de entrar e sair de ativos na Bolsa: clique aqui e aprenda como vencer os tubarões do mercado com consistência e segurança

Tópicos relacionados