Conteúdo editorial apoiado por

Ação da Spirit Airlines desaba 47% após Justiça dos EUA barrar venda para JetBlue

O Departamento de Justiça disse que a compra da Spirit pela JetBlue eliminaria uma companhia aérea de custo ultrabaixo

Equipe InfoMoney

Publicidade

Os papéis da JetBlue Airways avançaram 4,91% e os da Spirit Airlines despencaram 47,09% em Wall Street na sessão desta terça-feira (16), em uma sessão movimentada para o setor de aviação nos EUA.

O movimento ocorreu após um juiz federal dos EUA determinar o bloqueio da proposta da JetBlue Airways de aquisição da Spirit Airlines, em linha com a avaliação do Departamento de Justiça de que o acordo de US$ 3,8 bilhões tiraria do mercado um concorrente importante aos viajantes preocupados com os preços.

O Departamento de Justiça disse que a compra da Spirit pela JetBlue eliminaria uma companhia aérea de custo ultrabaixo que beneficia os viajantes e pressiona outras companhias aéreas a manterem as tarifas baixas.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Remover a Spirit como rival daria liberdade à JetBlue para aumentar os preços em até 30%, disse o governo. A JetBlue é a sexta maior companhia aérea dos EUA e a Spirit ocupa a sétima.

O juiz William Young concordou que o acordo proposto diminuiria substancialmente a concorrência. “A Spirit é uma companhia aérea pequena. Mas há quem a ame. Para os clientes fiéis da Spirit, esta é para vocês”, escreveu o magistrado em sua decisão.

(com Estadão Conteúdo)