Conteúdo editorial apoiado por

À espera de pá de cal na crise, Disney dispara 35% e supera Netflix: “está barata”

Conselho se reúne na quarta-feira (3) para decidir disputa entre liderança da companhia e o bilionário ativista Nelson Peltz; para gestor, papel ainda tem preço atrativo

Bloomberg

Bob Iger deixa cargo de CEO da Disney

Publicidade

Enquanto uma disputa sobre a composição do conselho da Walt Disney se aproxima de um desfecho, investidores fizeram as ações da companhia dispararem mais do que os papéis da rival Netflix neste ano.

As ações da Disney sobem quase 35% em 2024, mais que o triplo do ganho do índice S&P 500 no período. Impulsionadas por lucros melhores do que o esperado, uma nova estratégia para ESPN e Hulu e cortes de empregos para redução de custos, as ações superaram os ganhos de 25% da rival no mercado de streaming.

“O mercado está começando a perceber que há muito valor na Disney que ainda não foi realizado”, disse Ross Gerber, presidente e cofundador da casa de gestão de fortunas Gerber Kawasaki. “A Disney é uma ação barata em comparação com outras empresas de entretenimento, e as pessoas estão começando a reconhecer isso.”

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A reunião de acionistas, marcada para quarta-feira (3) fornece o teste mais recente para o CEO Bob Iger, que retornou ao comando em novembro de 2022. A Disney, segundo o The Wall Street Journal, estaria liderando sua batalha por procuração contra o Trian Fund Management, do bilionário ativista Nelson Peltz, com mais da metade dos votos contados. As ações da Disney caíam até 1,1% no início do pregão de terça-feira (2).

A Trian está pressionando por mudanças na gestão e na estratégia da Disney, em um esforço para melhorar o que considera anos de fraco desempenho. Além de Peltz, Trian busca uma vaga para Jay Rasulo, ex-chefe financeiro da Disney. Peltz recebeu o apoio de uma influente empresa de consultoria de acionistas e de um grupo de líderes empresariais em sua candidatura para ingressar no conselho.

Uma das principais divergências de Peltz com a Disney é como a empresa lidou com a sucessão no comando da companhia. Bob Iger voltou a liderar a Disney em 2022, substituindo Bob Chapek, que havia sido apontado como seu sucessor.

Embora o retorno de Iger e a turbulência que contornou tenham inspirado confiança, isso pode não se estender ao conselho, que terá novamente a palavra na seleção de seu substituto, de acordo com Hanna Howard, gestora de portfólio da Gabelli Funds. “Eles não têm o histórico mais forte neste momento de escolher alguém para suceder Iger e navegar neste negócio complexo”, disse ela.

Por enquanto, Wall Street está focada na melhoria do desempenho da Disney, especialmente em termos de fluxo de caixa livre, crescimento da receita operacional do parque e um negócio de streaming próximo da lucratividade.

O múltiplo de 24 vezes os lucros futuros da Disney está menor do que o da Netflix, de 33 vezes. O desempenho das ações neste ano marca uma reviravolta depois que a Disney ficou para atrás em 2023, após quedas anuais consecutivas. Ainda assim, a ação está cerca de 40% abaixo da sua máxima histórica, registrada em 2021.

Analistas do UBS, Bank of America e Raymond James aumentaram recentemente seus preços-alvo. O Barclays elevou as ações de equalweight (desempenho em linha com a média de mercado) para overweight (exposição superior à média do mercado).

“O conselho da Disney provavelmente voltará a concentrar a atenção na transição do CEO e se o Sr. Iger realmente pretende se aposentar em 2026, conforme planejado atualmente, não ficaríamos surpresos se a empresa também traçasse um plano e orientação de longo prazo antes de sua saída. o que poderia ajudar ainda mais as ações”, escreveram analistas do Barclays liderados por Kannan Venkateshwar em uma nota de 25 de março atualizando a Disney.

A próxima temporada de lucros também pode proporcionar mais ganhos para as ações. A Disney deverá divulgar seu balanço em 10 de maio.

“Desde que retornou como CEO em novembro de 2022, Bob Iger agora parece estar no comando de uma ofensiva de crescimento”, escreveram analistas do Bank of America liderados por Jessica Reif Ehrlich em nota, elevando o preço-alvo para de US$ 130 para US$ 145. “Tendo passado o ano passado reestruturando a empresa, ele agora está focado em vários fatores de alta.”

Com as ações da Apple em queda no trimestre em relação ao índice S&P 500 após mais de uma década, os traders estão em busca de sinais de que o pior já passou. Analistas técnicos dizem que ela está flertando com níveis em que os compradores provavelmente entrarão. E o movimento atrasado das ações pode fazer a Apple parecer barata em comparação com outras grandes empresas de tecnologia.

© 2024 Bloomberg L.P.