Essas entenderam

5 campanhas que saíram do comum no Dia das Mães

De flores e estereótipos a publicidade está cheia; conheça propagandas que entenderam a diversidade em 2016

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Comemorado neste domingo, 8 de maio, o Dia das Mães é um prato cheio para o varejo. As marcas sabem disso e costumam fazer campanhas especiais temáticas visando vendas de presentes – até porque as vendas no varejo em 2015 tiveram a maior queda em quinze anos.

Mas de flores e estereótipos a publicidade está cheia, e não é necessariamente com a imagem de mãe “bela, recatada e do lar” que as mulheres se identificam. O InfoMoney separou algumas campanhas de Dia das Mães que saíram do lugar comum em 2016, retratando diversidade ou temáticas “fora da caixa” que a data costuma trazer.

Confira cinco campanhas que focam não apenas em vendas, mas também em inclusão e temas sociais:

1. Avon

Não é de hoje que a marca de cosméticos Avon decidiu inovar e trazer diversidade em suas campanhas. Usando e abusando de temas como respeito e diversidade, a marca busca associar seu nome a temas de empoderamento e inclusão. Dessa vez não foi diferente.

O vídeo de Dia Das Mães publicado na quinta-feira emocionou trazendo a história de uma personagem negra, mãe de um rapaz bissexual. Na conversa, ela fala sobre as preocupações que sentiu, o preconceito que o filho sofreria e como fez o possível para apoiar e ajudar. O vídeo já tem mais de 1.700 curtidas na página da companhia.

2. Facebook

A maior rede social do mundo vem usando as imagens de perfil para estimular que seus usuários apoiem causas em que acreditam, o que aumenta o movimento dos usuários e o engajamento.

Dessa vez, a causa apoiada nas fotos temporárias é o câncer de mama, em um avatar comemorativo que diz “I love mom”. Ao usar o filtro em sua foto, declara apoio à organização não governamental Susan G. Komen, que apoia mulheres com câncer de mama. Veja a página da ONG.

PUBLICIDADE

3. Procter & Gamble

Com a aproximação das Olimpíadas, a P&G decidiu homenagear uma característica das mães que não é tão explorada pela publicidade: a força. O vídeo faz parte da sequência “Obrigado, Mãe”, que também foi veiculada em 2010, às vésperas das Olimpíadas de Inverno de Vancouver, e perto das Olimpíadas de Londres, em 2012. Agradecer às mães não é necessariamente algo original, mas associar a maternidade a força é o que diferencia a campanha.

Com 2 minutos e a assinatura “A força dela te faz mais forte”. Na cena brasileira, é mostrada uma atleta do vôlei sendo assediada verbalmente ao passar por um grupo de garotos.

4. Change.org

Parto humanizado é o tema da campanha da organização Change.org. A ideia não é vender e nem publicizar produtos, mas sim abrir os olhos para situações desagradáveis e até violentas que mulheres passam quando têm seus filhos em hospitais.

No movimento #VaiTerPartoHumanizadoSim, as pessoas podem apoiar mobilizações para pressionar ações em temas como defesa das doulas, procedimentos de amamentação, casas de parto e maternidades, assistência psicológica, parto domiciliar, interação assistência-mulher-bebê, entre outros. É possível assinar petições existentes ou até mesmo criar a sua própria.

5. Apple

É sutil, mas acrescentar mães lésbicas em um comercial, para uma empresa do tamanho da Apple, ainda pode ser considerado um movimento significativo. O vídeo da Maçã lançado no início dessa semana mostra fotos de usuários de iPhones ao redor do mundo, incluindo uma família composta de duas mulheres e seus filhos.

PUBLICIDADE