Balanço da petroleira

3R Petroleum (RRRP3) reporta prejuízo de R$ 335,1 mi no 1º tri de 2022, alta de 662,2% na base anual

Já a receita líquida somou R$ 375,2 milhões entre janeiro e março deste ano, alta de 182,6% na comparação com igual etapa de 2021

Por  Felipe Moreira

A 3R Petroleum (RRRP3) registrou prejuízo líquido de R$ 335,1 milhões no primeiro trimestre de 2022 (1T22), o que representa um crescimento de 662,2% em relação ao mesmo trimestre de 2021 (1T21).

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado cresceu 150,3% no 1T22, totalizando R$ 198,5 milhões.

Segundo a companhia, o resultado foi em função do sequencial incremento de produção e de uma gestão dedicada e eficiente, ainda que parcialmente impactado pelo descasamento temporal entre a montagem de uma estrutura corporativa robusta, preparada para gestão de todo o portfólio, e a efetiva tomada de operação dos ativos em fase de transição.

Já a margem Ebitda (Ebitda sobre receita líquida) ajustada atingiu 52,9% no período, baixa de 6,8 p.p. frente a margem registrada em 1T21.

A produção total foi de 9.164 barris de óleo equivalente (boe) por dia no 1T22, elevação de 67,9% sobre igual etapa do ano passado.

O lifting cost foi de US$ 9,2 por boe nos três primeiros meses de 2022, redução de 40% frente ao mesmo período de 2021.

A receita líquida somou R$ 375,2 milhões entre janeiro e março deste ano, alta de 182,6% na comparação com igual etapa de 2021.

O resultado pode ser explicado pela evolução da produção nos Polos Macau e Rio Ventura, pelo efeito da renegociação dos contratos de gás, especialmente no Polo Macau, pela curva média de petróleo tipo Brent mais apreciada, e parcialmente compensada pela depreciação média do dólar americano versus o real.

O resultado financeiro líquido foi uma despesa de R$ 433,5 milhões no primeiro trimestre deste ano, elevação de 205,8% sobre as perdas financeiras da mesma etapa do ano passado.

O lucro bruto totalizou R$ 226,2 milhões nos três primeiros meses de 2022, 184,5% em relação ao mesmo trimestre de 2021. A margem bruta foi de % no 1T22, um aumento de p.p. na comparação anual.

O caixa líquido da companhia ficou em R$ 1,561 bilhão no final de março de 2022.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe