Em magazineluiza

Conselho do Magazine Luiza aprova remuneração aos acionistas após alta de 128% em 2018

O montante bruto corresponde a um dividend yield de 0,33%

Magazine Luiza fachada
(Divulgação)

SÃO PAULO - O Conselho de Administração do Magazine Luiza (MGLU3) aprovou o pagamento de juros sobre capital próprio (JCP) no montante R$ 112 milhões. 

O valor bruto corresponde a R$ 0,5927048898 por ação, equivalente a um dividend yield (dividendo pago por ação em relação ao valor do papel) de 0,33%. A quantia será paga em até 30 dias após a realização da Assembleia Geral Ordinária de 2019, ainda sem data.

As ações do Magazine Luiza foram as que melhor performaram nos últimos anos e ao que tudo indica, ficará em primeiro lugar entre as maiores altas do Ibovespa neste ano. Até o momento, o papel acumula ganhos de 128,45% em 2018. 

Alguns gestores, como Henrique Bredda, gestor da Alaska Black, um dos fundos com perfil mais arriscado e com melhor desempenho do mercado, afirma que o papel não para de surpreender e que, por isso, não consegue tirá-lo da carteira.

Poderão receber os proventos anunciados os acionistas que mantiverem o papel na carteira até o fechamento do pregão do dia 28 de dezembro. A partir do dia 2 de janeiro, portanto, as ações serão negociadas 'ex-juros'.

Se você quiser aproveitar esses dividendos deve comprar os papéis e segurá-los em sua carteira de investimentos até a 'data-com', ou seja, o último dia para estar apto a receber o pagamento - no caso, dia 28. 

Primeiro, é preciso abrir uma conta em uma corretora de valores credenciada pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários). Lembre-se que quanto menor os custos operacionais, como na Clear, que oferece taxa zero para corretagem de ações, maior será a sua rentabilidade.  

Uma vez com a conta aberta, basta transferir o dinheiro a ser investido de sua conta corrente para a conta da corretora e enviar uma ordem de compra de ações da empresa, informando a quantidade de ações que você deseja comprar.

 

Contato