Em laep

Marcus Elias deixa presidência da Laep sem maiores explicações

Empresa se encontra em descrédito por parte do mercado, em meio a diluição do capital, atrasos nos resultados e multas

SÃO PAULO - O presidente-executivo da Laep Investments (MILK11), Marcus Elias, decidiu sair do comando da empresa, que controla a marca Parmalat no Brasil, segundo comunicado enviado à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) nesta quinta-feira (16).

A companhia, no entanto, informa que as notícias que circulam na imprensa, de que um novo executivo já havia sido contratado e de que Marcus Elias também deixará o conselho de administração e possivelmente venderá a sua fatia de controlador, extrapolam seu conhecimento.

Má situação
A Laep encontra-se em descrédito para os investidores em geral, em meio à diluição de seu capital social, multas relativas à Parmalat, desde a compra de seu controle no Brasil, em 2006, entre outras questões. Seus BDRs (Brazilian Depositary Receipts) despencaram nos últimos 12 meses, em uma queda de aproximadamente 93%. No fechamento do último pregão, os papéis valiam R$ 0,42.

Em janeiro, um grupo de minoritários da empresa organizou um protesto em frente à BM&FBovespa para criticar as sucessivas emissões de ativos MILK11, que foram minando sua participação. Além disso, a companhia vem atrasando a entrega de seus resultados trimestrais, o que irritou os acionistas.

Marcus Elias é um dos sócios fundados da Laep, um fundo formado na década de 1990 para procurar boas oportunidades de investimentos na América Latina - Laep significa Latin America Equity Partners. Procurada pelo Portal InfoMoney, a assessoria de imprensa não se manifestou sobre a saída do CEO, ou a contratação de um novo, até a publicação desta nota.

 

Contato