EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em jbsfriboi

JBS desaba até 5% com primeiros impactos da guerra comercial de Donald Trump

A companhia tem a maior parte de suas receitas vindas das operações nos EUA, e o cenário negativo com a guerra comercial pesa em seus negócios

JBS Friboi 01 - Unidade Lins
(Divulgação JBS Friboi)

SÃO PAULO - A JBS (JBSS3) lidera as perdas do Ibovespa nesta segunda-feira (30) em seu primeiro reflexo da guerra comercial gerada pelo presidente norte-americano Donald Trump, após uma de suas maiores concorrentes, a Tyson Foods, cortar suas previsão de lucro por conta da nova política do governo dos Estados Unidos.

Na mínima do dia, os papéis chegaram a cair 5,4%, para R$ 9,11, em seu pior desempenho desde 7 de junho. Vale destacar que a companhia tem a maior parte de suas receitas vindas das operações nos EUA, incluindo a produtora de frango, a Pilgrim's Pride. No exterior, a Tyson chegou a desabar 8,2%.

A avaliação do mercado é que a JBS também pode estar sendo impactada pela queda de preços diante da guerra comercial de Trump. A companhia brasileira divulga seu balanço no dia 14 de agosto.

Recentemente, tanto China quanto México impuseram tarifas de importação sobre a carne suína americana, uma forma de retaliação aos impostos norte-americanos sobre embarques de metais. As medidas provocaram queda dos preços do suíno, reduzindo a lucratividade dos negócios. A Tyson ainda disse em comunicado que está sofrendo com a maior volatilidade do mercado de commodities e a demanda doméstica "lenta" por frango.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

Contato