Em itauunibanco

Itaú propõe desdobramento de ações e acionistas ganharão 50% mais em dividendos; entenda

Pela proposta, os acionistas receberão uma nova ação para cada duas que possuírem

Itaú Unibanco
(Divulgação)

SÃO PAULO - O Itaú Unibanco (ITUB4) informou nesta quinta-feira (24) uma proposta um pouco incomum no mercado. Seu Conselho de Administração aprovou que seja convocada, em data a ser marcada, uma Assembleia Geral Extraordinária, que irá deliberar a proposta de desdobrar as ações da empresa, mas com a manutenção do valor pago em dividendos.

Pela proposta, os acionistas receberão uma nova ação para cada duas que possuírem. Com isso, as atuais 6.536.090.232 ações da companhia passarão para 9.804.135.348 ações.

A boa notícia para os investidores é que os dividendos mensais serão mantidos em R$ 0,015 por ação, de modo que os valores totais pagos pela companhia aos acionistas terão um aumento de 50% após o desdobramento. O dividendo mínimo anual assegurado às ações preferenciais também será mantido em R$ 0,022 por ação.

Na prática, o investidor que tem 1.000 ações, por exemplo, passará a ter 1.500 papéis, continuando a ganhar R$ 0,015 por cada ativo. Além disso, haverá um ajuste no preço das ações, que deverão ser multiplicados por 0,6666 para corrigir o fato de existirem mais papéis em circulação. Por exemplo, se isso ocorresse hoje, as ações que fecharam a R$ 45,35 abririam o próximo pregão a R$ 30,23, sem prejuízo aos acionistas.

O Itaú ressaltou também que, no mercado internacional também haverá um desdobramento na mesma proporção dos ADRs (American Depositary Receipt), mantendo a proporção de referência dos ADRs em relação às ações em 1 para 1.

 

Contato