Em itauunibanco

Ações do Itaú Unibanco caem 7,85% na semana e têm maior queda do Ibovespa

Resultados do primeiro trimestre do banco pesaram no humor dos investidores; inadimplência avança e prejudica balanço

SÃO PAULO - As ações do Itaú Unibanco (ITUB4) fecharam esta semana como maior queda da carteira teórica do Ibovespa, acumulando baixa de 7,85% e encerrando esta sexta-feira (27) cotadas a R$ 29,70. No período, o benchmark da bolsa brasileira registrou queda de 1,28%, aos 61.691 pontos.

Pesou no humor do mercado o resultado referentes ao primeiro trimestre deste ano da instituição financeira, revelado na última terça-feira (24), que decepcionou os investidores. O banco obteve lucro líquido de R$ 3,425 bilhões, o que representou queda de 3% em relação ao mesmo período do ano passado.

Inadimplência avança
A companhia revelou que o aumento da inadimplência pressionou os resultados. O Itaú Unibanco fechou os primeiros três meses de 2012 com índice de inadimplência (atrasos entre 15 e 90 dias) de 4,8%. Para atrasos maiores (acima de 90 dias) o indicador foi de 5,1%. O resultado se compara com 4,4% e 4,9% do quarto trimestre de 2011, respectivamente.

De acordo com o vice-presidente executivo e diretor de relação com investidores do banco, Alfredo Setúbal, a instituição espera que as despesas de provisão fiquem entre R$ 6,0 bilhões e R$ 6,4 bilhões no segundo trimestre, subindo para um intervalo entre R$ 6,5 bilhões e 7,1 bilhões no período entre julho e setembro.

Destaques de queda da semana
Entrre as maiores queda do Ibovespa na semana, também tiveram destaque as ações de ALL (ALLL3, R$ 8,63, -7,70%), MRV Engenharia (MRVE3, R$ 11,37, -7,56%), Gafisa (GFSA3, R$ 3,58, -7,49%), 
Rossi Residencial (RSID3, R$ 8,20, -7,24%) e Itaúsa (ITSA4, R$ 8,86, -6,16%). 



 

Contato