Como investir em imóveis por meio de fundos

Com os fundos de investimento imobiliário (FIIs) e os fundos de investimento em participações (FIPs), é possível investir em imóveis sem ter trabalhos como arranjar inquilinos ou cobrar aluguéis

(SÃO PAULO) – Uma forma inteligente de investir em imóveis é por meio de fundos. No Brasil, existem duas estruturas: os fundos de investimento imobiliário (FIIs) e os fundos de investimento em participações (FIPs). A principal vantagem para o investidor é não ter dores de cabeça com a administração dos ativos, já que existe um gestor responsável pela incorporação, pelo aluguel, pela cobrança dos inquilinos ou até pela desocupação do imóvel em caso de inadimplência. Outro ponto positivo é o fato desses fundos serem isentos de Imposto de Renda na distribuição de aluguéis mensais. Uma importante diferença é que muitos FIIs têm cotas negociadas na Bovespa e oferecem boa liquidez aos investidores, enquanto nos FIPs geralmente é preciso esperar vários anos para resgatar o dinheiro. Por outro lado, FIPs costuma ter a preferência dos investidores de longo prazo porque o potencial de retorno também é maior. No vídeo a seguir, Fabiano Cordaro, CFO da incorporadora Vitacon, explica o funcionamento e as vantagens de FIIs e FIPs:

Dúvidas de como investir em imóveis?

Mande sua pergunta que iremos responder.