Em imoveis

Aluguel residencial sobe 0,08% em agosto, novamente abaixo da inflação

O índice acompanha as médias de 15 cidades brasileiras, no acumulado do ano, o preço de aluguel residencial cresceu 2,07%

Imóveis SP
(Reprodução)

SÃO PAULO - A variação mensal no preço do aluguel de imóveis registrou aumento de 0,08% no último mês. Os dados foram divulgados pelo Índice FipeZap, que acompanha as médias de 15 cidades brasileiras. No acumulado do ano, o preço de locação residencial cresceu 2,07%, valor inferior à inflação de 2,85% registrada pelo IPCA do IBGE.

Se comparada com os últimos 12 meses, a variação do FipeZap é positiva em 1,44%. Ou seja, o índice volta a crescer após ter ficado negativo entre meados de 2015 e início de 2018. Das 15 cidades monitoradas, apenas 3 apresentaram diminuição no valor de aluguel ao longo do ano: Niterói (-6,07%), Rio de Janeiro (-5,01%) e Fortaleza (-3,21%). Já no último mês, as capitais Goiânia (-0,90), Distrito Federal (-0,40%) e Salvador (-0,24%) também registraram baixa.

Em contraponto, apesar do recuo em Goiânia em agosto, o preço de locação na região teve o terceiro maior aumento dos últimos 12 meses, 5,72%. Perdendo apenas para os 8,22% em Curitiba e os quase 10% de aumento em Recife (+9,38%).

Imóvel para investir

Para saber a rentabilidade do aluguel, compara-se o preço médio de locação com o preço médio de venda. Assim, o investidor que possui um imóvel pode analisar a taxa e também comparar o mercado imobiliário com as outras opções de investimento que existem. Em agosto de 2018, o retorno médio anualizado de locação foi de 4,4% do valor de compra, um ligeiro aumento em relação aos 4,3% de 2017. Pela primeira vez em 9 anos, a rentabilidade do aluguel volta a crescer.

Das 15 cidades analisadas pelo FipeZap, Santos é a região cujo aluguel de imóveis tem maior retorno (6,7%) atualmente, seguido por Recife (5,3%) e São Paulo (5,0%). Já em Rio de Janeiro (3,7%), Niterói (3,4%) e Fortaleza (3,2%), as cidades que registraram queda no valor de locação ao longo do ano, a rentabilidade é a menor, consequentemente. O valor médio de locação residencial no Brasil, em agosto, é de 28,55 R$/m², sendo que São Paulo registra o maior valor: 37,02 R$/m².

 

Contato