Em imoveis

Brasil teve a 2ª maior alta nos preços dos imóveis entre 23 países

Levantamento da publicação britânica mostra que imóveis no País apresentaram um aumento de quase 13% em 12 meses

SÃO PAULO - Uma reportagem no site da The Economist revelou que o Brasil teve o segundo maior aumento nos preços dos imóveis residenciais nos últimos 12 meses, contados até novembro de 2013.

Os imóveis no Brasil apresentaram um aumento de quase 13%. A variação só ficou atrás dos Estados Unidos, onde cresceu 13,6% no período. Dos 23 países citados na publicação, 18 apresentaram aumento nos preços dos imóveis - número superior ao de 2012, que contabilizava 12 países.

Ao mencionar o Brasil, a revista britânica afirmou que o País que irá sediar a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos de 2016 está vivendo um “boom imobiliário”. O monitoramento apontou ainda indícios de bolha na China e na Índia.

Já na zona do euro, a tendência foi de queda. Na Espanha e Itália, os preços das residências caíram entre 5% e 6%. Confira abaixo a lista completa das variações anuais nos preços de imóveis em 23 países:

Países Variações percentuais
*The Economist
Estados Unidos 13,6%
Brasil 12,8%
Hong Kong 9,7%
China 8,7%
Nova Zelândia 8,7%
África do Sul  8,1% 
Alemanha  8,1% 
Austrália  7,6% 
Índia  7% 
Irlanda  5,6% 
Reino Unido  5,5% 
Áustria  5% 
Suíça  5%
Cingapura 3,9% 
Canadá  3,4% 
Suécia  3,1% 
Dinamarca  2,7% 
Bélgica  2,4% 
França  -1,5% 
Japão -1,6% 
Holanda  -4,8%
Espanha  -5,3% 
Itália  -5,9% 

 

Contato