Em imoveis

Venda de imóveis usados cresce 8,65% em São Paulo no mês de maio

Segundo o Creci-SP, imóveis mais vendidos foram aqueles com preço superior a R$ 200 mil, com 56% da preferência

prédio de apartamentos
(Getty Images)

SÃO PAULO – A venda de imóveis usados no estado de São Paulo perdeu força em maio em relação ao registrado em abril, mas ainda assim há espaço para crescer. A avaliação é do Creci-SP (Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo).

De acordo com o Creci-SP, em maio, foi registrada alta de 8,65% nas vendas de casas e apartamento usados, em relação ao quarto mês do ano, que, por sua vez, haviam apresentado acréscimo de 16,33% sobre março.

De acordo com o presidente do Conselho, José Augusto Viana Neto, o bom resultado apurado em maio, reflete a importância do financiamento para o setor. “O fato de as vendas terem crescido em maio, mesmo em ritmo menor, indica a importância que tem para esse mercado o financiamento concedido pelos bancos (...) Mais importante que o financiamento em si é a existência de uma política de crédito imobiliário permanente e acessível a quem deseja comprar a casa própria”, explica.

Regiões
Considerando as regiões do estado, foram registradas altas no Interior e na Capital, com 35,28% e 7,96%, respectivamente; enquanto o Litoral apresentou queda de 2,46%, assim como as cidades do ABCD (Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema), Guarulhos e Osasco (12,68%).

Preferência
Os imóveis mais vendidos no Estado foram os de valor médio superior a R$ 200 mil, com participação de 56,62% no total de contratos formalizados nas 1.382 imobiliárias consultadas pelo Creci-SP, conforme é possível observar na tabela a seguir:

Preferência
Preços no Estado Quantidade
Fonte: Creci-SP
Até R$ 40 mil 0,0%
De R$ 41 mil a R$ 60 mil 0,22%
De R$ 61 mil a R$ 80 mil 0,88%
De R$ 81 mil a R$ 100 mil 5,96%
De R$ 101 mil a R$ 120 mil 7,51%
De R$ 121 mil a R$ 140 mil 8,50%
De R$ 141 mil a R$ 160 mil 6,73%
De R$ 161 mil a R$ 180 mil 5,63%
De R$ 181 mil a R$ 200 mil 7,95%
Mais de R$ 200 mil 56,62%

 

Tudo sobre:  Imóveis  

Contato