Em imoveis / investimentos-imobiliarios

Veja as 7 melhores cidades ao redor do mundo para investir em imóveis

De acordo com estudo de consultoria de investimentos, essas cidades prometem crescer

Miami
(Shutterstock)

SÃO PAULO – O investimento em imóveis é um dos preferidos do investidor brasileiro. No entanto, quais são as melhores cidades para comprar um imóvel agora e lucrar no longo prazo? A consultoria de investimentos Wealth-X divulgou uma lista com as 7 melhores cidades para investir em imóveis em diversos continentes.

Miami (EUA)
A população da cidades cresceu 99,6% entre 2000 e 2014, enquanto que o bairro de Brickwell cresceu 151,8% no mesmo período. A projeção é que a população do distrito continue a crescer forte, com uma alta de 13,9% até 2019. Além disso, a cidade vê crescimento no preço de seus imóveis há 37 meses consecutivos.

Melbourne (Austrália)
A consultoria destaca a economia estável e o crescimento da população local, que seguem trazendo crescimento de capital, com alta no preço dos apartamentos de 5,2% apenas em março de 2015 e a baixa vacância de 2,1 na cidade. Subúrbios mais distantes devem ser o foco dos investidores na cidade que ganha 95 mil residentes todo ano, de acordo com a Wealth-X.

Manchester (Reino Unido)
A cidade, que conta com um número de residentes bem acima de 500 mil, marca um crescimento de mais que o dobro da média do país nos últimos quinze anos. O centro da cidade cresceu ainda mais rápido, conforme explica a Wealth-X, com a população quadruplicando nos últimos vinte anos.

Londres (Reino Unido)
Após uma calmaria pré-eleições, a atividade na cidade está subindo de novo, com investidores convencidos na certeza que continuidade que o governo provirá, relata a consultoria. Uma revitalização de projetos de transporte e infraestrutura devem seguir guiando o desenvolvimento da cidade.

Chicago (EUA)
Há agora 31 das 500 companhias que fazem parte da famosa lista da revista Fortune com sede em Chicago e em seu distrito de negócios. Atualmente, esse é o centro urbano que mais cresce nos EUA. Além disso, a cidade ainda está se estabilizando como uma capital tecnológica, com crescentes empregos nesse setor.

Brisbane (Austrália)
Uma das maiores operadoras de loteria do mundo está no processo de estabelecer sua central na cidade, em um negócio que deve trazer 1,3 mil empregos, enquanto a empresa aérea Flight Centre vai trazer sua central global em 2016, trazendo 1,8 mil empregos. Além disso, a expectativa é de que a população da cidade cresça 34% em 2031.

Berlim (Alemanha)
A demanda em Berlim supera a oferta de longe, além de seu apelo cosmopolita e bom setor educacional, que seguem puxando o crescimento da população na cidade. A construção residencial segue em falta, especialmente o estoque de apartamentos para alugar. A expectativa é de que a cidade terá, no mínimo, 250 mil novos residentes em 2030.

 

Contato