Em imoveis / fundos-imobiliarios

Volume de fundos imobiliários na carteira dos milionários aumenta

Em contrapartida, Ifix já acumula queda de 1,97% neste ano

fundos imobiliários
(Getty Images)

SÃO PAULO – O volume financeiro dos fundos imobiliários na carteira dos clientes private (com investimentos acima de R$ 1 milhão) aumentou 11,06% de 2012 para o 1º trimestre de 2013. De acordo com dados da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), no ano passado o total investido por estes clientes neste tipo de fundo era R$ 7,349 bilhões, valor que subiu para R$ 8,162 bilhões nos três primeiros meses deste ano. Já a participação desses fundos na carteira dos milionários subiu 0,1 ponto perentual, passando de 1,4% para 1,5%.

No entanto, os fundos imobiliários não têm apresentado uma performance tão atrativa neste ano. Criado em 2012, o Ifix –índice da BM&FBovespa que mede o desempenho destes fundos – acumula queda de 1,97% (até última quinta-feira 9), sendo que no ano passado ele foi o investimento mais rentável com alta de 35%.

Outros fundos estruturados
Ainda de acordo com dados da Anbima, o volume financeiro dos FIPs (Fundos de Investimentos em Participações) registrou queda de 3,47% no primeiro trimestre na carteira desses investidores, ao passar de R$ 16,238 bilhões para R$ 15,674 bilhões. 

Já os FIDC (Fundo de Investimento em Direitos Creditórios) não sofreram grandes alterações. A participação dos milionários se manteve a mesma (0,1%), enquanto o volume investido por eles caiu 0,3% -  no final ano passado havia R$ 695,59 milhões desses clientes aplicados no ativo, valor que passou para R$ 673,85 milhões no final de março.

 

Contato