Em hypermarcas

Redução de capital da Hypermarcas premiará acionistas em 5%; entenda

A proposta de "enxugamento" de capital prevê a distribuição de R$ 821,9 milhões pelo total de 632 milhões de papéis em circulação, resultando em uma remuneração de R$ 1,30 por ação

Notas e moedas
(Shutterstock)

SÃO PAULO - Por considerar estar com capital "excessivo", a Hypermarcas (HYPE3) propôs aos seus acionistas uma redução de capital no valor de R$ 821,9 milhões, o equivalente a 4,75% do seu valor de mercado, de R$ 17,3 bilhões. Este também é o montante que seus acionistas receberão em remuneração se a proposta for aprovada em assembleia.

A lógica da empresa de produtos farmacêuticos é dar retorno aos investidores por meio da redução de seu valor de mercado, calculado pela multiplicação do total de ações emitidas pela cotação de cada papel. Como a empresa não alterará sua composição acionária, já que não haverá cancelamento de ações ou diluição de sócios, o que ocorrerá na prática é a transferência de parte do valor que está incorporado na cotação do papel direto para o bolso dos investidores.

A proposta de enxugamento de capital prevê a distribuição de R$ 821,9 milhões pelo total de 632 milhões de papéis em circulação, resultando em uma remuneração de R$ 1,30 por ação. Segundo a empresa, o pagamento será feito dois meses após a aprovação em assembleia e funcionaria como uma espécie de "dividendo especial", segundo o Bradesco BBI. Tomando como base o valor negociado nesta quinta-feira, de R$ 27,45, o yield que cada investidor receberá será de 4,73%. 

De acordo com o comunicado emitido pela companhia, o valor da redução de capital ainda poderá ser ajustado até a data em que a redução de capital se tornar efetiva, dependendo da quantidade de ações em tesouraria.

 

Contato