Em embraer

Boeing vende US$ 5,5 bilhões em títulos para joint venture com Embraer

A fabricante está vendendo notas seniores sem garantia em até seis tranches, de acordo com o comunicado

boeing 737 max
(Shutterstock)

(Bloomberg) -- A Boeing está vendendo US$ 5,5 bilhões em títulos para ajudar a financiar a joint venture com a Embraer (EMBR3). As duas empresas planejam construir juntas aviões comerciais menores.

A fabricante está vendendo notas seniores sem garantia em até seis tranches, de acordo com o comunicado. A maior parte da oferta, títulos de 40 anos, pode render cerca de 1,55 ponto percentual a mais do que os títulos do Tesouro, disse uma pessoa com conhecimento do assunto, que pediu para não ser identificada já que os detalhes são privados.

A venda de títulos ocorre quando a Boeing enfrenta as consequências da interrupção dos voos de seu avião 737 Max. A Boeing disse na semana passada que pode considerar a desaceleração ou mesmo a suspensão temporária da produção do 737 Max, o jato mais importante da empresa, se uma proibição global dos voos se arrastar mais do que o previsto.

A Embraer recebeu aprovação de seus acionistas em fevereiro para a joint venture com a Boeing, que ajudará as duas empresas a competir melhor com a Airbus. A joint venture deverá ser fechada até o final deste ano.

JPMorgan Chase, Barclays, Royal Bank of Canada, Mitsubishi UFJ Financial Group, Mizuho Financial Group, Deutsche Bank, Wells Fargo, Credit Suisse, Sumitomo Mitsui Financial Group, Morgan Stanley, Bank of America, Citigroup e Goldman Sachs estão administrando a venda dos títulos, informou o documento.

Seja sócio das melhores empresas da Bolsa: abra uma conta na Clear com taxa ZERO para corretagem de ações

 

 

Contato