Em eletropaulo

Com revisão tarifária, ação da Eletropaulo lidera perdas do Ibovespa na semana

Papéis ELPL4 tiveram queda de 14,17% no período, aos R$ 21,75, após Aneel aprovar redução nas tarifas de 9,33%

torres de transmissão - energia
(Getty Images)

SÃO PAULO - A aprovação da redução nas tarifas pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), no começo da semana, repercutiu negativamente durante todo o período para as ações da da AES Eletropaulo (ELPL4). Com isso, os papéis da empresa despencaram 14,17% entre os pregões dos dias 2 a 6 de julho, terminando o período aos R$ 21,75, enquanto o Ibovespa subiu 1,91% no mesmo período. 

Somente na terça-feira (3), um dia após o anúncio da revisão, os papéis ELPL4 tiveram uma baixa de 10,0%, aos R$ 22,96. A redução na tarifa da energia elétrica será de 9,33%, resultado da terceira revisão tarifária, acima dos 8,81% que foram levados à consulta pública pela Aneel. Segundo o analista Rafael Dias, do BB Investimentos, havia uma expectativa de que nessa consulta pública o corte da tarifa fosse amenizado, em vez de ampliado.

Trajetória de perdas
Julião Coelho, relator da proposta, explicou que essa diferença se deu por conta de mudanças na trajetória de perdas da distribuidora. Dessa forma, o momento ruim para a Eletropaulo continua, cujas ações já vêm de uma queda de 29,84% no ano.

A redução aprovada é retroativa a 4 de julho do ano passado. Segundo Coelho, a diferença deverá ser compensada ao consumidor nos próximos reajustes, a partir do ano que vem. A AES Eletropaulo fornece energia elétrica para 6,3 milhões de unidades consumidoras na capital e em 23 cidades do estado de São Paulo. 

Entretanto, após o anúncio, o presidente da companhia, Britaldo Soares, disse à imprensa que irá revisar o plano de investimentos, apesar de que os R$ 840 milhões para este ano parecem garantidos. Por outro lado, o presidente também disse que avalia entrar com um recurso administrativo contra a agência, tendo em vista que questiona alguns pontos da revisão tarifária.

Outros destaques de queda
Em uma semana onde o Ibovespa subiu 1,91%, tiveram uma performance ruim os papéis preferenciais da GOL (GOLL4, R$ 8,25, -7,51%), além dos papéis da Gafisa (GFSA3, R$ 2,44, -7,22%),  Transmissão Paulista (TRPL4, R$ 58,71, -6,88%) CPFL (CPFE3, R$ 24,30, -4,33%) e PDG Realty (PDGR3, R$ 3,38, -3,70%).

 

Contato