Em eletrobras

Ação da Eletrobras bate máxima histórica e já tem alta de 66% em 2019

Nesta quarta, papéis saltaram 4% após notícia de que o governo prepara um projeto de lei para enviar ao Congresso para a privatização da companhia

Eletrobras 05
(Divulgação/Eletrobras)

SÃO PAULO - A Eletrobras (ELET3; ELET6) renovou sua máxima histórica nesta quarta-feira (17) após a notícia do jornal O Estado de S. Paulo de que o governo prepara um projeto de lei para enviar ao Congresso para a privatização da companhia.

O plano prevê a capitalização da empresa, associada a novos contratos de energia para as suas usinas hidroelétricas. A ideia é semelhante à apresentado pelo governo de Michel Temer. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, porém, avalia ser difícil sua aprovação neste momento no Congresso.

Com a notícia, as ações ordinárias da elétrica subiram 3,99%, cotadas a R$ 40,35, batendo sua máxima histórica de R$ 39,82 registrada em 27 de fevereiro deste ano.

Já os papéis preferenciais tiveram alta de 3,88%, a R$ 40,70, que não chegou a superar os R$ 40,79 de fevereiro, mas na máxima do dia (R$ 40,85), os ativos chegaram a bater este nível, que também é seu maior da história.

"A nova proposta de privatização da Eletrobras deve impactar positivamente nas ações no curto prazo. Desde as eleições de Bolsonaro, o ativo teve forte valorização – muito por conta da possibilidade de venda do governo e também na perspectiva de melhoria de gestão", afirma a equipe de análise da Levante.

"O novo projeto é bastante semelhante com aquele enviado por Temer no início do ano passado e continuará sendo uma tarefa bastante difícil para o Planalto", completam os analistas.

Não é de hoje que as ações da Eletrobras registram ganhos com a possibilidade de privatização. No acumulado de doze meses, os papéis ordinários têm alta de 165%, enquanto os preferenciais jã subiram 137%.

Já neste ano, com humor renovado pela intenção do atual governo em seguir este plano, os ativos ELET3 subiram 66,5% ao passo que as ações ELET6 valorizaram 44,5%.

Seja sócio das melhores empresas da Bolsa: abra uma conta na Clear com taxa ZERO para corretagem de ações

 

Contato