Em educacao / guias

Viagens de avião: o que pode ou não embarcar?

Pro Teste alerta que materiais corrosivos devem ser deixados para trás. Já os remédios só embarcam com receitas e eletrônicos com declaração

SÃO PAULO - Você é daquelas pessoas que gostam de levar a casa dentro das bagagens quando viaja? Pois a prática deve ser mudada nas viagens de avião, já que as regras são rígidas quanto ao que pode embarcar ou não com o passageiro.

Abaixo estão algumas dicas da Pro Teste para o transporte de seus pertences durante as viagens de férias ou trabalho. É bom segui-las para que você não seja obrigado a abandonar alguns objetos se quiser embarcar.

Peso e Tamanho
De acordo com o Departamento de Aviação Civil, órgão responsável por determinar os tamanhos e pesos das malas que podem ser levadas com o passageiro, a soma das dimensões de comprimento, altura e largura da bagagem de mão não pode exceder 115 centímetros e o peso de cinco quilos.

A norma ainda determina que as bagagens só podem ser colocadas dentro da cabine da aeronave se não perturbarem o conforto de outros passageiros e ainda não colocarem em risco a integridade física dos tripulantes e da aeronave.

Produtos eletrônicos
Somente com declaração da Receita Federal os produtos eletrônicos levados para fora do Brasil ou com fabricação estrangeira poderão ser levados para dentro do avião. Isso porque você deve avisar a Receita de que já possui o aparelho.

Se você for transportar valor superior a R$ 10 mil, ou quantidades equivalentes em outra moeda, faça uma Declaração de Porte de Valores, a qual costuma ser distribuída dentro do avião. Caso você não faça isso, poderá ser punido com multa e indiciado por evasão de divisas.

Remédios
Alguns medicamentos são facilmente comercializados no Brasil, mas a mesma regra não se aplica em outros países. Por isso, caso você for viajar e necessite de medicação, leve uma receita. O transporte do remédio deve ser feito na caixa original e junto à prescrição médica, para comprovação de necessidade de uso.

Guarde as notas fiscais dos remédios comprados no exterior, afinal, transportar remédios ilegais é crime. Faça isso com todos os artigos de preço elevado que você comprar, pois em caso de perda e dano à bagagem, as notas poderão ser úteis.

O que não pode ser levado?
Para não passar por nenhum constrangimento, veja abaixo o que fica na hora de viajar de avião.

  • Dispositivos de alarme;
  • Explosivos, inclusive cartuchos vazios, munições, armas e fogos de artifício;
  • Gases inflamáveis, não inflamáveis e venenosos, inclusive cilindros de oxigênio;
  • Substância que, em contato com a água, emita gases inflamáveis;
  • Líquidos inflamáveis usados como combustível para isqueiros, aquecimento etc;
  • Sólidos inflamáveis, tais como fósforo e artigos de fácil ignição;
  • Substância de combustão espontânea;
  • Materiais oxidantes, tais como pó de cal e descorantes químicos;
  • Substâncias tóxicas e infecciosas, tais como arsênio, inseticidas e desfolhantes;
  • Materiais radioativos;
  • Materiais corrosivos, tais como mercúrio, ácidos e baterias com líquido corrosivo;
  • Materiais magnéticos;
  • Agentes biológicos, tais como bactérias e vírus;
  • Remédios sem receita;
  • Objetos cortantes e pontiagudos.

 

Contato