Em educacao / guias

Aparelhos móveis também estão sujeitos a pragas e ataques virtuais

Usuários de celulares, computadores de mão e outros equipamentos devem ficar atentos às dicas de segurança

SÃO PAULO - A possibilidade de trocar arquivos de texto, som e imagem através de aparelhos móveis, como o telefone celular, o notebook e os computadores de mão, trouxeram muita praticidade às pessoas.

No entanto, junto com os benefícios vieram também os perigos, como o risco de invasão por criminosos virtuais ou a exposição a pragas, como vírus e afins. Por isso, é necessário que se tome o mesmo cuidado dispensado aos PCs no compartilhamento de conteúdo.

Bluetooth

Nos celulares, a tecnologia mais usada nesse sentido é o bluetooth, que conecta, sem a necessidade de fios, diversos aparelhos em uma área pequena, permitindo que troquem arquivos entre si.

A má configuração das opções dessa tecnologia pode permitir que terceiros obtenham informações como agenda de compromisso e de contatos, além de imagens e outros arquivos, sem a autorização do dono do aparelho.

Para evitar o acesso indevido aos seus dados, mantenha seu bluetooth desligado enquanto não o estiver usando. É bom também configurá-lo, com a ajuda do manual do usuário, para que não possa ser identificado por pessoas ao redor, uma opção que costuma aparecer como "invisível" ou "oculto" no equipamento.

Modelos usados

Isso vale também para aparelhos usados. Ao comprar celular de segunda mão, selecione a opção "Restaurar Configurações de Fábrica (ou Originais)", para colocar as suas preferências e aí siga o procedimento descrito.

No mais, fique sempre atento às notícias publicadas no site da sua fabricante, que podem conter correções de segurança ou recomendações da empresa para a conservação e proteção do seu aparelho, o que o ajudará a corrigir desde cedo as vulnerabilidades dele.

Wi-Fi

O acesso à internet através de redes compartilhadas ou sem fio (Wi-Fi) também merece cuidados. Para navegar com seu gadget sem medo dos hackeres é preciso tomar algumas medidas de segurança.

A primeira providência de quem quer navegar com segurança é instalar um bom antivírus, que deve ser mantido sempre atualizado, isso permite que possíveis vulnerabilidades sejam corrigidas à medida que novas soluções são disponibilizadas pelo fabricante.

O mesmo vale para o firewall, programa que protege sua máquina de invasões. Nos dois casos, é importante acompanhar os registros de tentativas de invasão, assim como os vírus identificados.

Proteja seu computador

Por último, lembre-se de manter atualizado o sistema operacional do seu computador. Da mesma forma que no caso dos programas de antivírus, quanto mais correções forem feitas, menos sujeito à ação de criminosos a máquina estará.

Se for possível, procure mudar a senha padrão do seu equipamento de banda larga. Caso haja compartilhamento de impressora ou de disco, certifique-se de que isso não seja detectável através da web, diminuindo a exposição da rede.

 

Contato