Em educacao / guias

Tranquilidade financeira ou viver com estilo: qual é seu objetivo?

A diferença entre os dois cenários reside na sua capacidade de entender riscos, antecipando erros de avaliação do mercado

SÃO PAULO - Todos os dias somos forçados a tomar decisões que podem ter um impacto significativo nas nossas vidas. Mas, será que estamos preparados para tomar as decisões necessárias para que nossas escolhas sejam possíveis?

Vejamos o exemplo da pergunta: ao se aposentar, o que você gostaria de alcançar? A maioria das pessoas provavelmente escolheria aposentar-se com estilo. Mas, será que estamos preparados para tomar as decisões que permitem o alcance deste objetivo?

Nos dois casos é preciso planejar
Nosso primeiro instinto é dizer que sim. Mas, antes de responder a isso, é preciso entender o que faz a diferença entre ter uma aposentadoria financeiramente tranquila e outra com estilo. Certamente planejamento financeiro não é a resposta, pois nos dois casos ele é necessário.

Muita gente acredita que o planejamento da aposentadoria começa aos 40 anos, quando faltam cerca de 20 ou 25 anos para nos aposentarmos. Mas a verdade é que um planejamento eficiente começa bem antes: no primeiro dia em que você começou a trabalhar.

Você pode até não ter percebido, ou tido consciência disso, mas o planejamento da sua aposentadoria começou há anos: quando aprendeu a tomar decisões inteligentes para o seu dinheiro. Na época não pareceu muito, mas aos poucos você foi percebendo uma das regras mais importantes do planejamento: mais do que o montante investido, o importante é a regularidade do investimento.

Até aí tudo bem, você já entendeu. Mas, como superar o objetivo inicial de alcançar a tranquilidade financeira e se transformar em alguém realmente rico. Para quem questiona o porquê de uma pessoa que tem esta resposta ainda estar trabalhando, vale a dica: talvez eu não esteja preparada para tomar as decisões necessárias para atingir este objetivo.

Sucesso vem do conhecimento
Pois bem, se o primeiro passo necessário a uma aposentadoria tranquila ou com estilo é aprender a planejar e, consequentemente, poupar, o que mais é preciso? Basicamente, mais dois passos. O segundo é até relativamente simples, e se você está se informando sobre finanças, provavelmente você já está fazendo algo do tipo. Afinal, o segundo passo é investir na sua capacitação.

Para isso, leia o máximo que puder sobre investimentos, livros e artigos, participe de eventos especializados, faça um curso de especialização, etc. Aos poucos, você começará a entender a estratégia de grandes investidores como Warren Buffett, por exemplo, e aprenderá a definir uma em linha com o seu estilo e necessidade.

À medida que ler sobre esses grandes investidores, você perceberá que boa parte do sucesso se deve ao fato de terem comprado ativos de qualidade quando estavam baratos, e mantido a sua estratégia. Os investidores bem-sucedidos aplicaram em empresas que tinham perspectivas positivas, mas isso era algo que poucos sabiam.

Diferencial está na avaliação dos riscos
Se você já fez tudo isso, e ainda não ficou rico, então é porque ainda não conseguiu dar o terceiro e último passo. Esse é também é o mais difícil deles. Para ficar realmente rico, mais do que entender o funcionamento do mercado, você precisa saber avaliar quando ele está superestimando ou sub-avaliando um determinado risco.

Para tanto, você precisa estar preparado para ignorar o que o mercado faz ou pensa, para comprar rumor e vender fato. Para quem investe em ações, por exemplo, é preciso estar preparado para absorver uma queda significativa na sua carteira com tranquilidade: afinal, você sabe que o mercado está superestimando o risco.

Você precisa estar preparado para ler uma manchete de jornal, que a princípio coloca em risco suas aplicações, e não tomar decisões precipitadas. Além de aprender a avaliar o risco, para ser realmente rico você precisa aprender a aceitar seus erros e a crescer com eles. Afinal, até mesmo os maiores investidores já erraram em algum momento.

 

Contato