Em educacao / guias

Aposentadoria: como decidir quando parar de trabalhar?

Decisão exige cautela pois depende do padrão de vida que você pretende ter e da sua expectativa de vida, que deve aumentar cada vez mais

SÃO PAULO - Se você já passou dos 30 anos, certamente já deveria ter começado a planejar o futuro. Quanto antes você começa a se planejar para o futuro, menor será o esforço necessário, e certamente, maior a qualidade de vida que poderá garantir.

Planejar sua aposentadoria significa responder a algumas perguntas difíceis, que iremos abordar em artigos separados. A primeira delas, e certamente extremamente importante, é quando parar! Como não temos controle sobre quanto tempo iremos sobreviver, essa decisão é que irá determinar por quanto tempo ficaremos aposentados, ou por quanto tempo, após parar de trabalhar, teremos que nos sustentar.

Quanto você quer juntar?
A grande dificuldade do planejamento de aposentadoria é que as variáveis que vão determinar o padrão de vida que você terá estão intimamente relacionadas. Assim, a sensação que muitas pessoas têm é que nunca encontrarão a resposta para suas dúvidas. Mas não é bem assim.

Por exemplo, antes de definir quando parar, você precisa ter em mente quanto gostaria de ter acumulado ao seu aposentar. Com base nesse dado e na sua capacidade de poupança mensal é que você poderá entender quando poderá se aposentar. Afinal, a partir dessa data é possível que você não consiga mais poupar ou reduza dramaticamente sua poupança.

Vamos assumir, por exemplo, que você queira se aposentar com R$ 1milhão e que esteja disposto a poupar uma quantia fixa todos os meses até sua aposentadoria, sendo que o retorno da sua aplicação será de 6% ao ano acima da inflação - lembre-se que essa é uma hipótese bem agressiva e que não é fácil conseguir esse rendimento.

Se optar por parar daqui a 25 anos, para juntar R$ 1 milhão, você terá que poupar R$ 1.479 nos próximos 300 meses. Por sua vez, se adiar a sua aposentadoria em 10 anos, e se aposentar daqui a 35 anos, então, para juntar o mesmo R$ 1 milhão, terá que poupar menos do que a metade disso, ou seja, R$ 728.

Por quanto tempo poderá se sustentar?
A decisão de quanto parar também deve ser função do quanto tempo poderá se sustentar com a quantia acumulada até a aposentadoria. E a resposta a essa pergunta irá depender do tipo de renda que você pretende ter ao se aposentar e, é claro, da sua expectativa de vida.

No que refere à expectativa de vida, é importante lembrar que até você se aposentar a tendência é que ela aumente ainda mais em relação às estatísticas atuais. Mas, na prática o que isso significa? Dados do IBGE apontam que os brasileiros que já chegaram aos 30 anos devem viver em média outros 45 anos, ou seja, devem falecer aos 75 anos. Porém, aqueles que já chegaram aos 50 anos devem viver em média outros 28,2 anos, ou seja, devem viver três anos a mais!

Isso significa que à medida que o tempo passa, a sua sobrevida aumenta, e isso impacta na renda que poderá ter. Caso não esteja disposto a abrir mão de um determinado padrão de vida, então a saída para esse impasse é se aposentar um pouco mais tarde, sobretudo, se você goza de boa saúde.

Afinal, a expectativa reflete uma média da população, ainda que não existam estatísticas por classe de renda, é bastante provável que as pessoas de maior padrão de vida tenham uma saúde melhor, pelo simples fato que podem ter acesso a tratamentos que a população mais carente não tem.

Assumindo que o seu patrimônio investido continue rendendo 6% acima da inflação ao ano, após você se aposentar, então se quiser ter uma renda de R$ 7 mil ao mês, poderá se sustentar por 20,4 anos após se aposentar.

Sobrevida pode comprometer renda
Em teoria, você poderia decidir se aposentar ao chegar a essa idade, porém, é bastante provável que quando alcançar os 60 anos a expectativa de vida dessa faixa etária seja ainda maior e isso irá comprometer sua renda prevista.

Como? Simples, se quando você chegar aos 60 anos, as pessoas dessa faixa etária tiverem uma expectativa de viver outros 25,4 anos, então terá que reduzir seu padrão de vida em 10% para garantir seu sustento. Em outras palavras, terá que viver com uma renda menor, de R$ 6,3 mil.

O "risco de sobrevida" é maior entre os mais jovens, pois é possível que ao se aposentarem a expectativa de vida da população seja muito maior. Se de um lado isso dificulta o planejamento, por outro você ainda tem tempo para aumentar a sua poupança mensal de forma a acumular mais ao se aposentar.

Porém, se sua intenção é se aposentar em até dez anos, você goza de boa saúde e não é obrigado por contrato a parar de trabalhar em uma idade predeterminada, pode valer a pena rever a data em que pretendia se aposentar de forma a acumular mais recursos e garantir uma aposentadoria mais tranquila.

 

Contato