Em educacao / guias

Espírito de equipe: como cultivá-lo em sua empresa?

Poder confiar plenamente em seus colaboradores é o sonho de qualquer empresário; porém, muito se discute sobre como atingir este objetivo

Ao optar pela abertura de uma microempresa, muitos empreendedores se sentem um pouco apreensivos quanto à necessidade de contratar funcionários. E, neste caso, não são apenas fatores como custo, legislação e burocracia que preocupam.

O fato de depender de alguém também é algo complicado, ainda mais para quem trabalhava anteriormente como autônomo, sem precisar de qualquer apoio ou contribuição para a execução de suas tarefas. Todo o cronograma de implantação, execução e entrega do trabalho dependia exclusivamente dele, o que tornava tudo bem mais fácil...

Neste caso, torna-se inevitável a pergunta: como gerenciar um grupo, a fim de que seus integrantes atuem realmente como uma equipe?

Motivação
Como estamos falando de relações humanas, não se pode garantir que 100% dos resultados sejam alcançados pela utilização ou não de determinada técnica. Mas isso não significa que não se deva pensar no assunto.

Pelo contrário! Sabe-se que muitos aspectos motivadores podem partir da própria empresa, melhorando muito os resultados atingidos. A idéia, portanto, é fornecer elementos que proporcionem ao funcionário o estímulo necessário: faça-o sentir parte de um todo, alguém realmente importante dentro do processo. Permita que participe, que vivencie mais a rotina de sua empresa.

É claro que cabe ao funcionário fazer a sua parte. Não se defende aqui uma postura paternalista, onde se conduz permanentemente cada integrante da empresa. Trata-se apenas de mantê-los unidos em torno do mesmo objetivo, informados, treinados e prontos para a execução das tarefas.

Respeito
Saiba ouvir mais as opiniões alheias e mostre interesse pelas idéias sugeridas. Respeitar e motivar não se resume apenas a uma remuneração justa. O funcionário precisa se sentir membro de um todo, satisfeito com suas tarefas e, principalmente, com o ambiente onde trabalha.

Neste caso, o microempresário tem a vantagem, em relação às grandes corporações, de se manter próximo de sua equipe durante todo o tempo. Portanto, ouça-a e valorize-a!

Grupo x equipe
Outro aspecto importante que você, como empresário, não só deve observar como cultivar em sua empresa: "grupo" e "equipe", no ambiente corporativo, são duas coisas distintas. Para um bom resultado, é importante estabelecer o espírito de equipe no ambiente de trabalho.

Vamos à diferença: no grupo, cada pessoa desempenha individualmente suas funções, sem se preocupar com o todo, o resultado final. Já na equipe, cada integrante realiza suas tarefas, consciente da importância deste trabalho e do papel que exerce. Nesta situação ideal, comprometimento é a palavra de ordem.

Esta é a idéia a ser cultivada. Cada funcionário deve ampliar sua visão, desprendendo-se do seu pequeno mundo e pensando no coletivo: o que cada um faz, qual o efeito da ausência de um funcionário na obtenção do resultado final. Como contribuir, enfim, para o melhor desenvolvimento das atividades.

Para isso, promova reuniões constantes e envolva seus funcionários na realização das tarefas. Compartilhe a opinião de clientes, os novos projetos e as perspectivas futuras. Sentindo-se verdadeiramente parte atuante de um todo, eles agirão como tal.

 

Contato