Em educacao / guias

Investindo em ações: analise a qualidade da empresa antes de aplicar seu dinheiro

Erro comum é achar que, após uma forte queda, ações devem mostrar recuperação; empresas devem ter bons fundamentos

SÃO PAULO - Com o bom desempenho do Ibovespa nos últimos três anos, acumulando uma valorização acumulada de quase 200%, muitos investidores têm gastado parte do seu tempo analisando quais são as ações que ainda apresentam bom potencial de alta, ou seja, quais são os papéis que "ficaram para trás" e ainda podem gerar bons ganhos.

Porém, este tipo de análise deve ser feito com cuidado, pois muitos papéis, apesar do sentimento positivo do mercado como um todo, não apresentaram motivo nenhum para subir, muitas vezes mostrando fundamentos que justificariam mesmo uma nova queda na suas cotações.

Erro comum
Muitos investidores, mesmo sem conhecer muito bem o mercado, acabam apostando em papéis de empresas "especulativas" para alocar seus investimentos. O que ocorre muitas vezes, embora existam empresas de menor porte e maior perfil de risco de excelente qualidade, é que estes investidores acabam perdendo dinheiro.

Este é um erro comum principalmente para quem está começando a investir na bolsa, pois muitas vezes a tentação de comprar uma ação que cai ou que sobe menos do que metade do Ibovespa é grande, já que o investidor acaba acreditando que existe um potencial de recuperação, o que muitas vezes não acontece.

Problema de liquidez
Pior do que deixar de ganhar dinheiro enquanto os outros investidores conseguem obter uma ótima rentabilidade com renda variável, é perder dinheiro. Para evitar isso, além de analisar os fundamentos da empresa, o investidor deve acompanhar também as condições de liquidez das ações, ou seja, o quanto elas negociam na bolsa.

A falta de liquidez pode ser observada em ações nas quais a diferença entre a oferta de compra e a oferta de venda é muito grande. Ou seja, quando você quiser comprar o papel pode pagar muito, mas quando quiser vender pode receber pouco. Neste sentido, procure evitar papéis de pouca liquidez, a não ser que você conheça e acredite no futuro da empresa e tenha uma perspectiva de investimento de longo prazo.

Algumas dicas
O ditado de que é mais fácil remar a favor da maré vale, sem dúvida alguma, na Bolsa de Valores. Quando investir, procure sempre analisar a qualidade da empresa e, a partir de uma lista de empresas pré-selecionadas, tente acompanhar e perceber quais têm maior potencial de valorização.

De fato, na maioria das vezes não adianta que a ação já tenha caído muito ou "ficado para trás" pois, se as perspectivas da empresa não forem positivas, dificilmente os papéis irão se recuperar. Que o digam os investidores que arriscaram investir durante ou mesmo no final da "bolha da internet", que possivelmente não conseguirão nunca recuperar as perdas.

Assim, antes de investir, analise as perspectivas da empresa e tente obter relatórios de analistas, que poderão dar uma visão mais clara do futuro da empresa. Acompanhe também as condições de liquidez das ações nas quais você está considerando investir seu dinheiro. Afinal de contas, no mundo dos investimentos nada pode ser pior do que correr os riscos de aplicar na bolsa e ainda perder dinheiro em um ano onde quase todos ganharam.

 

Contato