Em educacao / guias

Swing trader ou scalper? Conheça as principais diferenças entre eles

Antes de entrar no mercado de ações, defina seu perfil de investimento e sua disponibilidade para operar

SÃO PAULO - Muito embora economistas, analistas e diversos profissionais de investimento insistam no conceito de que renda variável é uma aplicação de longo prazo, a presença de investidores de curto prazo é marcante.

Enquanto os fundamentalistas procuram relacionar os resultados das empresas e as distorções entre preço de mercado e valor da empresa, os operadores de curto prazo procuram avaliar as tendências, a fim de aproveitar melhor a volatilidade do mercado.

Dentro deste grupo de investidores, existem os scalpers e os swing traders, sendo que muitos se baseiam nos fundamentos da análise técnica para operar. Atraídos pelas oscilações diárias e com um perfil mais agressivo, eles dão volume diário ao mercado e ajudam a incrementar a liquidez dos ativos.

Mas antes de se encaixar em dos grupos, o investidor deve analisar o seu perfil, assim como as características de cada filosofia de investimento, além de sua intimidade com os gráficos mais dinâmicos.

Scalper
Os scalpers na maioria das vezes são os profissionais de mercado que ficam nas mesas de operação garimpando oportunidades de curtíssimo prazo.

Para os scalpers, não interessa papel com fundamentos sólidos, existem sim formações que indicam um bom trade, sempre priorizando ativos com alto volume financeiro, visto o foco de poucos minutos.

Escolhido o papel, o trader deve selecionar seus gráficos. Em uma operação de day trade, utilizam-se usualmente gráficos de 15,30 e 60 minutos, de modo que se administrará o trade por meio de dois gráficos. Por exemplo: se o foco é o gráfico de 30 minutos, a operação deve ser subsidiada pelo gráfico de 15 minutos, a fim de antecipar os movimentos e possíveis suportes e resistências.

Como são gráficos dinâmicos, muitos utilizam como estratégia operar congestões, já que o rompimento dos extremos abre espaço para lucros, tanto na ponta de compra ou da venda.

Swing Trader
Já o swing tradre vem ganhando mais espaço entre os adeptos do mercado como uma filosofia de investimento. Grosso modo, os swing traders seguram o papel em sua carteira de investimento por alguns dias ou algumas semanas.

Além de todo o aparato da análise técnica, como padrões gráficos e osciladores, esse investidor pode também dar uma olhada em conceitos de análise fundamentalista, já que pretende maturar seu investimento.

No mercado financeiro, os swing traders são conhecidos por operar os chamados pontos-chave, ou seja, resistências e suportes macros e rompimentos como os de triângulos e O-C-O (Ombro-Cabeça-Ombro).

Os mais agressivos costumam operar na periodicidade diária e fractais como os gráficos de 60 e 30 minutos. Já quem tem um perfil mais conservador, prefere um gráfico diário e um semanal.

Recomendação geral
Para scalper ou swing trader, existem requisitos básicos para o investimento. O primeiro deles seria o manejo adequado do risco, com stops bem definidos.

Outro fato relevante que deve ser destacado diz respeito ao tempo que o investidor tem para ficar monitorando o mercado, que também deve ser proporcional à disponibilidade de capital em Bolsa.

De uma forma geral, "os capitais menores devem ser manejados de forma mais lenta e gradual, evitando um grande número de operações para evitar os gastos de corretagem. Ao passo que capitais maiores permitem operações mais rápidas", afirma a equipe da Leandro & Stormer.

Tudo isso subsidiado por um diário de mercado atualizado e os conceitos de análise técnica apurados, o que remete a muito treino antes de começar a operar.

 

Contato