Imunização

Vacina da Pfizer evita 70% de internações por ômicron em estudo

O estudo da Discovery incluiu cerca de 78 mil resultados de testes de Covid-19 para casos da ômicron de 15 de novembro a 7 de dezembro na África do Sul

Por  Bloomberg -

(Bloomberg) — Duas doses da vacina da Pfizer podem oferecer 70% de proteção contra internações em casos da variante ômicron, segundo estudo da Discovery, maior provedora de seguro médico da África do Sul.

A proteção se mantém em todas as faixas etárias e diante de uma série de doenças crônicas, disse Ryan Noach, CEO da Discovery Health, em entrevista na terça-feira. A vacina da Pfizer mostra 33% de eficácia contra infecções causadas pela variante ômicron, afirmou.

O estudo da Discovery incluiu cerca de 78 mil resultados de testes de Covid-19 para casos da ômicron de 15 de novembro a 7 de dezembro na África do Sul, o epicentro da atual onda dominada pela nova cepa. O estudo examinou registros clínicos, dados de vacinação e resultados de testes de patologia.

Embora haja um risco relativamente alto de reinfecção com a ômicron, a probabilidade de internação hospitalar associada a casos da variante foi 29% menor para a população adulta em geral em comparação com a primeira onda de Covid-19 na África do Sul em meados de 2020, disse Noach.

O estudo reforça dados preliminares de três outros grupos de hospitais segundo os quais a maioria dos pacientes de Covid não precisa de oxigênio ou tratamento intensivo para a doença. Cientistas ainda realizam vários testes para uma melhor compreensão dos riscos apresentados pela ômicron, e sua dimensão só será conhecida nas próximas semanas.

Quer sair da poupança, mas não sabe por onde começar? Esta aula gratuita com a sócia da XP mostra como fazer seu dinheiro render mais, sem precisar assumir mais riscos.

Compartilhe