Vacina contra Covid-19

União Europeia negocia com Pfizer/BioNTech até 300 milhões de doses extras

O novo contrato incluiria 100 milhões de doses, bem como uma opção para outros 200 milhões

Bandeiras da União Europeia em frente ao Parlamento
(Shutterstock)

A União Europeia negocia com a Pfizer e BioNTech um acordo que pode dobrar a oferta da vacina contra a Covid-19 para a região, de acordo com pessoas a par das conversas.

O novo contrato incluiria 100 milhões de doses, bem como uma opção para outros 200 milhões, disseram as pessoas, que pediram para não serem identificadas.

Governos da UE enfrentam crescentes questionamentos sobre o ritmo lento da distribuição de vacinas, e imunizantes de outras farmacêuticas, como da AstraZeneca, não estarão disponíveis por semanas, no mínimo.

A tentativa de garantir mais doses da vacina Pfizer/BioNTech ocorre menos de uma semana após o bloco de 27 membros ter aumentado seu pedido original de 200 milhões de doses para 300 milhões.

Se a opção do novo acordo for exercida, aumentaria as doses totais para 600 milhões, o suficiente para vacinar dois terços da população do bloco com base em um regime de duas doses.

Distribuição de vacinas

Países membros têm pressionado a UE para garantir mais doses à medida que o número de mortos da pandemia aumenta, os lockdowns se prolongam e líderes tentam controlar uma nova cepa mais contagiosa do coronavírus que surgiu no Reino Unido.

Embora a UE tenha assinado acordos com uma série de empresas para acesso a quase 2 bilhões de doses, apenas a vacina Pfizer/BioNTech obteve aprovação do regulador do bloco.

Uma decisão sobre uma vacina semelhante da empresa de biotecnologia americana Moderna poderia ser anunciada na quarta-feira. No entanto, a UE encomendou menos dessa vacina, com um contrato para até 160 milhões de doses.

“Estamos conversando sobre se e como podemos fornecer mais doses da vacina a partir da Europa para a Europa neste ano”, disse o CEO da BioNTech, Ugur Sahin, em comunicado enviado por e-mail.

PUBLICIDADE

Nenhum acordo foi fechado e os números ainda podem mudar. Um porta-voz da Pfizer não quis comentar. Uma porta-voz da BioNTech não quis comentar sobre o número de doses envolvidas.

A Comissão Europeia avalia com a BioNTech e com a Pfizer se há uma maneira de aumentar o fornecimento além das 300 milhões de doses inicialmente contratadas, disse na segunda-feira Stefan De Keersmaecker, porta-voz de política de saúde. Ele não quis comentar na terça-feira sobre os detalhes das vacinas extras solicitadas.

Pfizer e BioNTech buscam todas as opções para aumentar a capacidade de produção da vacina além dos 1,3 bilhão de doses originalmente planejadas para este ano, disse Sahin em entrevista no mês passado. O CEO disse estar confiante de que isso será possível, dizendo que os parceiros provavelmente saberiam em janeiro ou fevereiro se e quantas doses adicionais poderiam oferecer.

Quer migrar para uma das profissões mais bem remuneradas do país e ter a chance de trabalhar na rede da XP Inc.? Clique aqui e assista à série gratuita Carreira no Mercado Financeiro!