Trump acusa de Powell de ser ‘político’ e diz que não o indicaria para um 3º mandato no Fed

Atual presidente do Federal Reserve foi indicado por Trump em 2018 e reconduzido ao cargo por Joe Biden; ex-presidente republicano diz que Powell irá baixar o juros para "ajudar os democratas"

Roberto de Lira

Publicidade

O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump, favorito para ser o nome escolhido pelo Partido Republicano para disputar novamente a presidência em novembro, disse que não está disposto a reconduzir Jerome Powell para um terceiro mandato à frente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano).

O segundo mandato de quatro anos de Powell na presidência da autoridade monetária termina em 2026, no meio do mandato do próximo presidente dos EUA. Ele foi indicado pelo próprio Trump em 2018 e reconduzido ao cargo pelo atual presidente, o democrata Joe Biden.

Em entrevista à rede Fox Business, Trump foi enfático em negar a indicação de Powell e também em dar os motivos para seu descontentamento. “Não, eu não indicaria. Acho que ele é político. Acho que ele vai fazer algo para provavelmente ajudar os democratas, se ele reduzir as taxas de juros”, afirmou para a entrevistadora Maria Bartiromo.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Trump disse acreditar que cortar juros é um risco porque pode haver um repique inflacionário, em especial nos preços da energia devido à questão geopolítica.

“No Oriente Médio, novamente, as bombas estão caindo por todos os lados e os navios estão começando a ser atingidos com força. Se isso acontecer, vai ter grandes picos no preço do petróleo. E vai ter uma inflação grande. Ele (Powell) não vai conseguir fazer nada. Mas me parece que ele está tentando baixar os juros para talvez eleger as pessoas.”

Sobre quem poderia substituir Powell, Trump esquivou-se. “Eu teria algumas opções. Não sei te dizer agora”.

Continua depois da publicidade

Trump também aproveitou para assumir o crédito pelo recente rali do mercado de ações dos EUA, dizendo que as altas acontecem porque os investidores “acham que vou ser eleito”.

Nesta semana, Powell respondeu evasivamente a uma pergunta sobre as críticas que tem recebido de lideranças republicanas na campanha das primárias presidenciais. Sobre se deseja um novo mandato, ele respondeu não ter posição sobre isso. “Não é algo em que estou focado. Estamos focados em fazer nosso trabalho”, afirmou.

Essa não é a primeira vez que Trump dispara acusações de interferência política no Fed. Em 2016, ele disse na campanha que Janet Yellen, então à frente do Federal Reserve, estava mantendo os juros baixos para ajudar o presidente Barack Obama. “Ela é obviamente política e faz o que Obama quer que ela faça. Deveria estar envergonhada.”