Imunização

SP abre lista da “xepa” para crianças de 5 a 11 anos sem comorbidades; saiba como fazer o cadastro

Vacinação para o público infantil com comorbidades, deficiências, além de indígenas e quilombolas começou na capital paulista nesta segunda (17)

Por  Mariana Zonta d'Ávila

A prefeitura de São Paulo anunciou nesta segunda-feira (17) que vai disponibilizar o cadastro para a “xepa da vacina”, de forma a aplicar doses remanescentes de Pfizer Pediátrica em crianças de 5 a 11 anos sem comorbidades ou deficiência.

Para fazer a inscrição, os pais devem cadastrar os filhos na Unidade Básica de Saúde (UBS) de referência no bairro, mediante a apresentação do endereço e um telefone para convocação. Ao final do dia, caso a unidade de saúde tenha doses remanescentes, os responsáveis pela criança serão acionados.

“Como a gente recebeu um lote pequeno de vacinas e a gente tem praticamente o dobro de crianças para serem vacinadas, vai acabar sobrando pouco. Mas, mesmo assim, a gente não pode correr o risco de perder qualquer dose”, afirmou o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, em nota.

A vacinação de crianças de 5 a 11 anos com comorbidades, deficiências e indígenas começou na capital paulista nesta segunda (17). O município recebeu, na sexta-feira (14), 64 mil doses de vacinas destinadas à imunização deste grupo, que soma cerca de 850 mil pequenos.

Ao todo, o público-alvo da campanha paulista envolve 4,3 milhões de crianças que estão nesta faixa etária.

Durante coletiva de imprensa no início do mês, Eduardo Ribeiro, secretário-executivo de Saúde do estado, afirmou que há uma capacidade de vacinação de 250 mil crianças por dia no território paulista e que o número não deve comprometer o processo de imunização vigente. O entrave, contudo, recai sobre o número de doses da Pfizer enviadas pelo Ministério da Saúde – que ainda é pequeno.

Vacinação de crianças em SP

Para a imunização do público atual (crianças com idade entre 5 e 11 anos que possuem comorbidades ou deficiência permanente – física, sensorial ou intelectual – e as indígenas aldeadas), a imunização acontece nas UBSs, das 8h às 19h.

Leia mais:
Plataforma informa lotação e disponibilidade de vacina contra Covid para crianças nos postos em SP; confira

As crianças devem estar acompanhas por um responsável maior de 18 anos e apresentar documento de identificação (preferencialmente CPF), carteirinha de vacinação, comprovante de condição de risco para os comórbidos (exames, receitas, relatório ou prescrição médica físicos ou digitais, contendo o CRM do médico e com até dois anos de emissão) e comprovante da deficiência para os deficientes permanentes (laudo médico, cartão de gratuidade no transporte público, documentos comprobatórios de atendimento em centros de reabilitação ou unidades especializadas ou documento oficial de identidade com a indicação da deficiência).

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe