Proporção de reajustes salariais acima da inflação em novembro é a menor desde abril, diz Fipe

Pesquisa mostra que 67,6% das negociações salariais ficaram acima do INPC

Estadão Conteúdo

Publicidade

O boletim Salariômetro, da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), mostra que 67,6% das negociações salariais em novembro resultaram em reajustes acima da inflação acumulada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). É a menor proporção desde abril de 2023, quando 65,1% das negociações resultaram em ganhos acima da inflação.

Em outubro, a proporção de reajustes acima da inflação foi de 78,1% das negociações. O número de novembro também está abaixo da média do ano, de 78,5%, de acordo com a Fipe.

O reajuste mediano de novembro ficou em 5%, ante uma inflação do INPC acumulado em 12 meses de 4,1%. Em outubro, o ganho mediano também havia sido de 5%, mas ante uma inflação de 4,5%.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

No mês, 28,6% das negociações resultaram em ganhos igual à inflação do período, enquanto em 3,8% dos casos houve perda real nos salários. Em outubro essas proporções foram de 9,2% e 12,7%, respectivamente.

Setores

A construção civil teve os maiores ganhos reais nos reajustes de novembro, com reajuste mediano de 1,52% acima da inflação. Em seguida, aparecem a agropecuária (1,17%), os serviços (1,0%), a indústria (0,94%) e o comércio (0,50%).

Continua depois da publicidade

Nas aberturas por regiões, o destaque foi o Centro-Oeste, com reajuste real mediano de 1,17%. Em seguida, aparecem Sudeste (1,07%), Sul (0,87%), Norte (0,56%) e Nordeste (0,53%).