Projeções de março são cruciais para determinar futuro dos juros, afirma dirigente do BCE

A meta de inflação do BCE é de 2%

Estadão Conteúdo

Publicidade

O dirigente do Banco Central Europeu (BCE) e presidente do Banco da Espanha, Pablo Hernández de Cos, disse que novas projeções de inflação e crescimento econômico do BCE, a ser divulgadas em março, serão cruciais para a instituição determinar quando começar a reduzir juros.

“As projeções serão fundamentais para avaliar, em primeiro lugar, se podemos estar suficientemente confiantes de que nossa meta de médio prazo de 2% será alcançada, tendo em conta os riscos relacionados, e em segundo lugar, a trajetória da taxa (de juros) que seja compatível com o cumprimento de nossa meta simétrica”, disse Hernández de Cos ao jornal cipriota Politis, em entrevista publicada no domingo.

Ainda na entrevista, que foi reproduzida no site do BC espanhol, o dirigente afirmou que o processo de desinflação na zona do euro está “bem avançado” e deve ter continuidade nos próximos trimestres.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Em janeiro, a taxa anual de inflação ao consumidor do bloco ficou em 2,8%, segundo dados preliminares.

A meta de inflação do BCE é de 2%.

Tópicos relacionados