Problemas econômicos da China podem ter forte impacto na Alemanha, alerta Bundesbank

BC alemão avalia que eventual crise econômica no gigante asiático poderia derrubar o PIB do país em até 1%, com o impacto maior sendo sentido pela indústria

Estadão Conteúdo

Publicidade

Os problemas econômicos da China podem também afetar a Alemanha, segundo relatório mensal divulgado nesta quarta-feira, 24, pelo Bundesbank, o banco central alemão.

Simulações do Bundesbank indicam que uma eventual crise econômica na China poderá derrubar o Produto Interno Bruto (PIB) alemão em 0,7% no primeiro ano e mais 1% no segundo ano. Isso se deve principalmente aos laços comerciais com a China, que poderia enfrentar uma queda geral nas exportações em meio ao enfraquecimento da demanda global, diz o documento.

Ainda no relatório, o Bundesbank aponta que as relações entre países ocidentais industrializados e a China se deterioraram de forma perceptível recentemente em meio a tensões geopolíticas.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Para o Bundesbank, uma crise chinesa acarretaria um cenário difícil para a economia alemã, mas “suportável”, enquanto a hipótese de Berlim se desassociar totalmente da China teria um impacto “significativamente maior” na Alemanha, na “indústria, em particular”.