Dados dos EUA

Preço ao produtor dos EUA avança 0,5% em abril, como previsto; pedidos de auxílio-desemprego vão a 203 mil

Núcleo do PPI, que exclui itens voláteis como alimentos e energia, avançou 0,6% na comparação mensal de abril, também em linha com o consenso

Por  Equipe InfoMoney -

Os EUA divulgaram importantes dados econômicos nesta quinta-feira (12).

O índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) dos Estados Unidos subiu 0,5% em abril ante março, segundo dados com ajustes sazonais publicados nesta quinta-feira pelo Departamento do Trabalho do país.

O resultado veio em linha com a expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal. O núcleo do PPI, que exclui itens voláteis como alimentos e energia, avançou 0,6% na comparação mensal de abril, também seguindo a previsão do mercado.

No confronto anual, o PPI deu um salto de 11,0% em abril, desacelerando ante a alta anual de 11,5% no mês anterior, e o núcleo do índice teve alta de 6,9%.

O Departamento do Trabalho também revisou para cima o PPI mensal de março, de ganho de 1,4% para aumento de 1,6%.

Pedidos de auxílio-desemprego

O número de pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos teve alta de 1 mil na semana encerrada em 7 de maio, a 203 mil, segundo dados com ajustes sazonais publicados nesta quinta-feira, 12, pelo Departamento do Trabalho americano.

O resultado ficou acima da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam 194 mil solicitações.

O total de pedidos da semana anterior foi revisado para cima, de 200 mil a 202 mil. Divulgado com uma semana de atraso, o número de pedidos continuados apresentou recuo de 44 mil na semana encerrada em 30 de abril, a 1,343 milhões, no menor nível desde janeiro de 1970.

(com Estadão Conteúdo)

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe