Posição cambial líquida do BC ficou em US$ 236,266 bilhões até o dia 15

Número representa ganho frente a novembro e a dezembro de 2022

Estadão Conteúdo

Publicidade

A posição cambial líquida do Banco Central atingiu US$ 236,266 bilhões, conforme dados divulgados na quinta-feira, 21, pela instituição. O montante tem como referência o dia 15 de dezembro.

Segundo os dados do BC, a posição cambial líquida encerrou novembro em US$ 231,600 bilhões e havia ficado em US$ 220,995 bilhões no fim de 2022.

A posição cambial líquida traduz o que está disponível para que o BC faça frente a alguma necessidade de moeda estrangeira – como fornecer liquidez ao mercado em momentos de crise, por exemplo. Ela é considerada pelo órgão o indicador correto para medir a resistência do País a choques externos.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A posição leva em conta as reservas internacionais, o estoque de operações de linha do BC (venda de dólares com compromisso de recompra), a posição da instituição em swap cambial e os Direitos Especiais de Saque (DES) do Brasil no Fundo Monetário Internacional (FMI).

Reservas internacionais

As reservas internacionais encerraram a semana anterior à do dia 21 em US$ 353,143 bilhões. No fim de novembro estavam em US$ 348,406 bilhões.

Em dezembro de 2022, o montante era de US$ 324,703 bilhões – o menor patamar desde março de 2011 (US$ 317,1 bilhões).

Tópicos relacionados