PMIs de serviços e indústria da zona do euro decepcionam em dezembro

PMI composto, que agrega os segmentos de serviços e o industrial encolheu de 47,6 para 47,0 entre novembro e dezembro

Roberto de Lira

(Getty Images)

Publicidade

O índice de gerentes de compras do setor de serviços da zona do euro recuou de 48,7 em novembro para 48,1 em dezembro, segundo pesquisa mensal divulgada pela S&P Global em parceria com o banco HCOB. O PMI industrial ficou estável no mês, em 44,2.

Os dados vieram piores do que o estimado pelo consenso Refinitiv de analistas, que previa um PMI de 49,0 em serviços e um indicador de 44,6 na indústria.

Com isso, o PMI composto, que agrega os segmentos de serviços e o industrial encolheu de 47,6 para 47,0, na  comparação entre novembro e dezembro, sinalizando a sétima redução mensal consecutiva na atividade empresarial.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Segundo a pesquisa, a leitura fraca completa a retração da média trimestral mais acentuada da atividade registada desde o quarto trimestre de 2012, isso se forem excluídos os primeiros meses de confinamento pandêmico.

A indústria continuou a liderar a recessão, acompanhada por uma queda acentuada na produção do setor dos serviços. A produção industrial caiu pelo nono mês consecutivo, tendo a taxa de declínio reacelerado após a moderação observada em novembro, embora permanecendo menos grave do que a observada no trimestre até outubro.

Entretanto, a atividade nos serviços caiu pelo quinto mês consecutivo e o ritmo de declínio também ganhou impulso novamente para registar a terceira queda mais acentuada desde os confinamentos do início de 2021.