PMI de serviços da China sobe para 52,9 em dezembro, o mais alto desde julho

Dado veio acima do esperado pelo consenso Refinitiv de analistas, que previa estabilidade em 51,5; Foi o 12º mês consecutivo que o indicador ficou acima da linha que separa a contração da expansão da atividade

Roberto de Lira

Publicidade

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) de Serviços da China avançou de 51,5 em novembro para 52,9 em dezembro, conforme dados da pesquisa mensal divulgada nesta quinta-feira (4) pela S&P Global em parceria com o Caixin Insight Group.

O dado veio acima do esperado pelo consenso Refinitiv de analistas, que previa estabilidade em 51,5 e é o mais alto desde julho de 2023.

Foi o 12º mês consecutivo que o indicador ficou acima da linha de 50,0, que separa a contração da expansão da atividade.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Com o desempenho dos serviços, o PMI composto, que faz uma ponderação também com o setor industrial, avançou de 51,6 em novembro para 52,6 no final de 2023. Essa taxa de crescimento foi a melhor registada desde maio passado.

As empresas de serviços relataram na pesquisa que melhores condições de mercado e as maiores entradas de novos negócios sustentaram o aumento mais forte da atividade no setor.

Em geral, os novos negócios se expandiram num ritmo sólido, com várias empresas registrando melhorias no número de clientes e nos gastos. A demanda externa de serviços chineses também aumentou novamente no final do ano. Embora modesta, a taxa de crescimento de novas encomendas de exportações foi a mais pronunciada desde junho.

Continua depois da publicidade

Segundo Wang Zhe, economista sênior do Caixin Insight Group, o PMI de serviços se manteve em expansão durante todo o ano, sinalizando uma recuperação sustentada no setor na China. “Tanto a oferta como a demanda se expandiram. A demanda externa continuou a sua trajetória ascendente pelo quarto mês consecutivo, atingindo o nível mais elevado desde junho”, disse em nota.

“O otimismo prevaleceu na indústria dos serviços, com as empresas expressando confiança numa melhoria das perspectivas econômicas para o próximo ano. Este sentimento se refletiu no indicador das expectativas das empresas sobre a atividade futura, que se situou em torno da média histórica de 2012 a 2022, embora cerca de 3 pontos abaixo da média dos primeiros 11 meses de 2023”, completou.