PMI composto do Reino Unido vai a 52,5 em janeiro, o mais alto em sete meses

PMI específico de serviços avançou de 53,4 para 53,8 entre dezembro e janeiro, atingindo o melhor nível em oito meses; indicador industrial avançou de 46,2 em dezembro para 47,3 em janeiro

Roberto de Lira

Publicidade

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto do Reino Unido avançou de 52,1 em dezembro para 52,5 em janeiro, ficando pelo terceiro mês seguido acima do patamar de 50,00 – que separa a contração da expansão da atividade -, segundo dados preliminares divulgados nesta quarta-feira (24) pela  S&P Global. O dado é o mais alto em sete meses.

O PMI específico de serviços avançou de 53,4 para 53,8 entre dezembro e janeiro, também atingindo o melhor nível em oito meses. O consenso LSEG de analistas esperava um indicador mais baixo no mês, de 53,2.

O indicador industrial também avançou, de 46,2 em dezembro para 47,3 em janeiro. Embora tenha alcançado o melhor patamar em 9 meses, o PMI da indústria permanece abaixo da linha que separa a expansão da contração desde julho de 2022. Mas o dado do mês superou as estimativas de analistas, que esperavam um índice de 46,7 em janeiro.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Na pesquisa, os gerentes de compras observaram melhoria da confiança entre os clientes e alguns citaram uma reviravolta na demanda, devido à redução dos custos dos empréstimos.

Chris Williamson, economista chefe de negócios da S&P Global Market Intelligence comentou em nota que o início do ano promissor é promissor para a atividade. “Os dados apontam para que a economia cresça a uma taxa trimestral de 0,2%, após um quarto trimestre estável, contornando assim a recessão e mostrando sinais de dinamismo renovado”, afirmou.