Pedidos de seguro-desemprego nos EUA somam 2,44 milhões, em linha com o esperado

Resultado mostra que o coronavírus continua impactando o mercado de trabalho da maior economia do mundo

Ricardo Bomfim

(Shutterstock)

Publicidade

SÃO PAULO – O número de pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos na semana passada foi de 2,44 milhões, em linha com a expectativa mediana dos economistas compilada pelo consenso Bloomberg, que apontava para 2,4 milhões de pedidos.

O número de pedidos na semana anterior foi revisado para baixo, de 2,98 milhões para 2,69 milhões.

Com isso, a média das últimas quatro semanas foi de 3,042 milhões de pedidos. O número de trabalhadores recebendo o benefício subiu 2,525 milhões, totalizando 25,1 milhões na semana concluída em 9 de maio.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A explosão nas requisições do benefício começou depois que o país passou a adotar medidas de isolamento social para conter a pandemia de coronavírus.

São 93.806 mortes causadas pela Covid-19 nos EUA, número maior que o de qualquer outro país no mundo. O número de casos confirmados é 1,581 milhão.

Como ler o mercado financeiro e aproveitar as oportunidades: conheça o curso A Grande Tacada, do Fernando Góes – de graça nos próximos dias!

Ricardo Bomfim

Repórter do InfoMoney, faz a cobertura do mercado de ações nacional e internacional, economia e investimentos.