Indicadores

PCE dos EUA cresce a 0,6% em abril, em linha com o esperado; núcleo subiu a 0,7%

Na comparação anual, o núcleo avançou a 3,1%, no maior valor desde 1991; dado é o mais observado pelo Fed

Bandeira dos EUA
(Shutterstock)

SÃO PAULO – O índice PCE (Despesas de Consumo Pessoal, na sigla em inglês) dos Estados Unidos em abril cresceu a 0,6%, em linha com as projeções dos economistas segundo dados compilados pela Refinitiv. Já o Núcleo do PCE, que exclui alimentação e combustíveis, expandiu-se a 0,7%, acima dos 0,6% projetados.

Já na comparação com o mesmo período do ano passado, o Núcleo do PCE disparou a 3,1%, de 1,9% em março, atingindo seu maior nível desde 1991. A expectativa era de crescimento a 2,9%.

O PCE é o indicador de inflação acompanhado com mais atenção pelos membros do Federal Reserve, e é uma importante baliza para prever mudanças na política monetária da maior economia do mundo.

Sócia da XP Investimentos oferece curso gratuito de como alcançar a liberdade financeira. Clique aqui para se inscrever.