Payroll: EUA criam 353 mil vagas de emprego em janeiro, mais que o esperado

Estimativa dos analistas, de acordo com consenso LSEG, era de criação de 180 mil vagas no mês; taxa de desemprego ficou em 3,7% pelo terceiro mês seguido, ante projeção de 3,8%

Roberto de Lira

Publicidade

Os Estados Unidos criaram 353 mil vagas de trabalho fora do setor agrícola no mês de janeiro, bem mais que o esperado pelos analistas, segundo dados do payroll divulgados nesta sexta-feira (2) pelo Departamento do Trabalho.

A estimativa dos analistas, de acordo com consenso LSEG, era de criação de 180 mil vagas no mês.

A taxa de desemprego ficou em 3,7% pelo terceiro mês seguido, ante estimativa de 3,8% pelo consenso de analistas.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

O número de pessoas desempregadas nos EUA recuou um pouco, de 6,3 milhões para 6,1 milhões de pessoas.

A taxa de participação na força de trabalho foi 62,5% em janeiro, inalterada na comparação mensal.

Segundo os dados, em janeiro, ocorreram ganhos de emprego nos serviços profissionais e empresariais, cuidados de saúde, comércio varejista e assistência social. O emprego diminuiu na indústria de mineração e na extração de petróleo e gás.

Continua depois da publicidade

Em janeiro, o salário médio por hora de todos os empregados em folhas de pagamento privadas não agrícolas aumentou 19 centavos (0,6%), para US$ 34,55 dólares. Nos últimos 12 meses, o rendimento médio por hora aumentou 4,5%.