Nos EUA, senadores republicanos alertam que acordo de gastos provisório poderá ser necessário

A atual lei provisória financia partes do governo até 19 de janeiro e o restante até 2 de fevereiro

Estadão Conteúdo

Publicidade

O Congresso dos Estados Unidos poderá ter de aprovar outro projeto de lei de gastos de curto prazo para evitar uma paralisação parcial do governo em menos de duas semanas, possivelmente forçando o presidente da Câmara dos Representantes, Mike Johnson, a quebrar uma promessa que havia feito a colegas republicanos de não recorrer a medidas do tipo.

O líder da minoria republicana no Senado, Mitch McConnell, disse que o prazo apertado significa que o Congresso poderá ter de aprovar um projeto de lei provisório para manter o governo funcionando. A atual lei provisória financia partes do governo até 19 de janeiro e o restante até 2 de fevereiro.

Johnson e o líder da maioria democrata no Senado, Chuck Schumer, fecharam um acordo no domingo, 7, para estabelecer os gastos discricionários gerais em US$ 1,66 trilhão no ano fiscal de 2024. O acordo, no entanto, deixou alguns detalhes importantes em aberto, e muitos republicanos conservadores reclamaram que ele não prevê cortes significativos nos gastos federais, o que ameaça sua aprovação no plenário.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

“Obviamente, teremos de aprovar (um projeto de lei provisório)”, disse McConnell a repórteres na terça-feira, 9. “Cabe ao presidente da Câmara e ao líder da maioria determinar a duração do projeto”, referindo-se a Johnson e Schumer.

A apenas dez dias do prazo final, 19 de janeiro, McConnell enfatizou na terça que “as coisas mais simples exigem uma semana no Senado”. “Acho que, com frequência, a Câmara não entende quanto tempo leva para se aprovar algo no Senado”, acrescentou.

O senador republicano John Thune fez comentários semelhantes na terça-feira, dizendo que um projeto de lei temporário provavelmente será necessário.

Continua depois da publicidade

Os democratas controlam o Senado, mas precisam do apoio do Partido Republicano para aprovar qualquer projeto de lei. Fonte: Dow Jones Newswires.