Mercado está adiantado em precificação de cortes, precisamos manter juros, diz Mester, do Fed

Mester ressaltou que o Fomc não mudará a trajetória repentinamente rumo à redução do aperto nas condições financeiras

Estadão Conteúdo

Publicidade

Em entrevista ao Financial Times, a presidente do Federal Reserve (Fed) de Cleveland, Loretta Mester, avaliou que os mercados estão “um pouco à frente” no que diz respeito à precificação de cortes de juros no início do próximo a ano. A dirigente defendeu que, depois de atingir nível suficientemente restritivo, o momento é de segurar os juros até que a inflação retorne à meta de 2%.

Mester ressaltou que o Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) não mudará a trajetória repentinamente rumo à redução do aperto nas condições financeiras. “Os mercados pularam para a parte final, que é ‘vamos nos normalizar rapidamente’, e eu não vejo isso”, acrescentou ela.

A presidente do Fed de Cleveland revelou que está entre os dirigentes que preveem três cortes de 25 pontos-base (pb) no próximo ano, caso a inflação continue a moderar e confirme um cenário de pouso suave. Nessas condições, o Fed teria que “normalizar a política monetária e reduzir os juros a um nível neutro ao longo do tempo”. Segundo ela, os dirigentes estão conscientes sobre a necessidade de não manter a política apertada por um tempo demasiadamente prolongado, mas também se preocupam com o risco da inflação persistentemente elevada.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

c de um ano e quão rápido ela se move rumo à meta de 2%.