Mercado de ações chinês perde US$ 422 bi após estresse de bancos nos EUA e Europa

Só o índice MSCI China, que acompanha 712 ações listadas no país e no exterior, perdeu US$ 353 bilhões em valor de mercado desde 27 de janeiro

Roberto de Lira

Publicidade

Em meio à euforia pela retomada da economia da China após quase três anos de restrições motivadas pelo combate à covid-19, o mercado de ações sofreu um duro golpe neste ano após a turbulência no setor bancário dos Estados Unidos e da Europa. Os principais índices de ações nas bolsas locais perderam US$ 422 bilhões, segundo o jornal South China Morning Post, de Hong Kong.

O índice MSCI China – que acompanha 712 ações listadas no país e no exterior, com uma capitalização de mercado combinada de US$ 2 trilhões – caiu 1,1% neste mês até a quarta-feira. O indicador perdeu todo o seu rali de 18% acumulado em 2023, eliminando US$ 353 bilhões em valor de mercado desde seu pico em 27 de janeiro.

Enquanto isso, o Nasdaq Golden Dragon China Index – com 63 empresas e um valor combinado de US$ 295 bilhões – enfraqueceu 4,6% em março, trazendo o índice de volta ao seu nível em 30 de dezembro. Cerca de US$ 69 bilhões desapareceram e foi revertido todo o ganho de 24%.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Segundo o jornal, os investidores lutam com as consequências das falências de bancos nos EUA neste mês, especialmente do Silicon Valley Bank, e tiveram sua confiança abalada pela crise no Credit Suisse. Internamente, os gestores de recursos também enfrentam guerras de preços entre empresas de tecnologia e montadoras, prejudicando os ganhos e a trajetória de recuperação.

“Não há abrigo agora, quando os mercados globais estão abalados pela turbulência financeira”, disse Dai Ming, gerente de fundos da Huichen Asset Management em Xangai. “Quando terminará a queda nas ações da China? É uma pergunta de um milhão de dólares, e isso depende muito de quando o forte crescimento voltará aos trilhos.”

Curiosamente, a China Securities Depository and Clearing Corporation Limited informou que o número de investidores no mercado de ações na China aumentou mais 1,67 milhão em fevereiro, para um total de 214,65 milhões, segundo a agência de notícias Xinhua.