Luta contra a inflação é uma maratona, não um ‘sprint’, diz diretora-gerente do FMI

Comentários acontecem num momento em que o mercado pressiona grandes bancos centrais do mundo a iniciar ciclo de afrouxamento monetário

Estadão Conteúdo

Publicidade

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, voltou a enfatizar nesta terça-feira, 26, a importância de não se abrir a guarda no combate à inflação.

Em um post no X, antigo Twitter, ela destacou um estudo desenvolvido pelo FMI que aborda 100 choques inflacionários ocorridos desde os anos 1970 e que “fornece dicas valiosas para os formuladores de políticas hoje”.

“Combater a inflação é uma maratona, não um ‘sprint'”, comentou Kristalina Georgieva, acrescentando que o retorno da inflação à meta é essencial para restaurar a estabilidade macroeconômica e o crescimento mais forte.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Os comentários de Kristalina Georgieva ocorrem num momento em que o mercado pressiona os grandes bancos centrais do mundo a iniciar um novo ciclo de afrouxamento monetário em 2024 e os dirigentes de Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Banco Central Europeu (BCE) e Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) começam a sinalizar que tal cenário está sendo considerado.

Tópicos relacionados