Lagarde vê atividade contida na zona do euro, mas adverte para pressões salariais

Presidente do BCE afirma que processo de desinflação continuará, mas reitera que a instituição precisa ter certeza de que conseguirá atingir meta de inflação de 2% de forma sustentável antes de discutir queda de juros

Estadão Conteúdo

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde (Bloomberg)

Publicidade

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, disse nesta quinta-feira (15) que o atual processo de desinflação na zona do euro deverá ter continuidade, mas reiterou que a instituição precisa ter certeza de que conseguirá atingir sua meta de inflação de 2% de forma sustentável.

 

Em discurso no Parlamento Europeu, Lagarde ressaltou que um indicador antecedente do BCE ainda sinaliza “fortes pressões salariais”.

Continua depois da publicidade

 

Lagarde também reafirmou que o BCE continuará dependendo de dados para tomar suas decisões sobre juros. As últimas informações, disse ela, mostram que a atividade econômica na zona do euro permanecerá contida no curto prazo.

Aula Gratuita

Os Princípios da Riqueza

Thiago Godoy, o Papai Financeiro, desvenda os segredos dos maiores investidores do mundo nesta aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.